Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

10 mulheres inspiradoras do Brasil

De Zilda Arns a Dandara: conheça mulheres que fizeram a diferença no país
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 20/03/2018 - 16:31

Março é considerado o Mês da Mulher, abrigando o Dia Internacional da Mulher, no dia 8. A data é marcada por lutas e também por diversas conquistas. No Brasil muitas mulheres são símbolo de força e fontes de inspiração para diversas outras. Por isso, listamos dez mulheres que fizeram a diferença no país:

1-    Zilda Arns-  A médica pediatra e sanitarista Zilda Arns teve uma contribuição significativa na redução da mortalidade infantil no Brasil com a disseminação do soro caseiro. Em 1983 fundou a Pastoral da Criança, instituição ligada à Igreja Católica, com objetivo de combater a mortalidade infantil, a desnutrição e a violência. Zilda, que é natural de Forquilhinha (SC), foi indicada três vezes ao Prêmio Nobel da Paz. A catarinense faleceu em janeiro de 2010 no terremoto em Porto Príncipe, Haiti.

2-    Carmen Miranda- Nascida em Portugal, Maria do Carmo Miranda da Cunha veio para o Brasil quando tinha apenas um ano de idade. Carmen Miranda é hoje um dos maiores símbolos brasileiros, sendo que levou o país a ser reconhecido internacionalmente. Durante a ascensão de sua carreira chegou a ser a mulher mais bem paga dos Estados Unidos, além de se apresentar para figuras importantes como o presidente americano Franklin Roosevelt.

3-    Anita Garibaldi- Conhecida como “heroína dos dois mundos”, Anita Garibaldi lutou junto a Giuseppe Garibaldi, seu esposo, na Revolução Farroupilha, tentativa de independência do sul do Brasil. Anita tomou a frente de diversas batalhas e se tornou símbolo de coragem. Nascida em Laguna (SC), a guerreira faleceu na Itália durante o parto de seu quinto filho. Em 2012, Anita foi reconhecida oficialmente como heroína do Brasil e teve seu nome inscrito no Livro dos Heróis da Pátria.

4-    Zuzu Angel- Zuleika Angel Jones, conhecida como Zuzu Angel, foi uma das mais importantes estilistas do Brasil, além de ícone da luta contra a Ditadura Militar. Seu envolvimento se deu principalmente após seu filho Stuart Edgar Angel Jones ser torturado e morto pela ditadura. Zuzu morreu em um acidente automobilístico suspeito na saída do túnel Dois Irmãos, no Rio de Janeiro.

5-    Maria da Penha- O principal nome do Brasil na luta contra a violência doméstica. Maria da Penha foi vítima de tentativa de homicídio por seu ex-marido Marco Antonio Heredia Viveros com um tiro nas costas enquanto dormia e acabou ficando paraplégica. Após dois julgamentos, o homem foi condenado, mas saiu em liberdade.
Com ajuda do CLADEM (Comitê Latino-americano e do Caribe para a Defesa dos Direitos da Mulher) e CEJIL (Centro pela Justiça e o Direito Internacional), Maria da Penha conseguiu denunciar o Brasil na Comissão Interamericana de Direitos Humanos da OEA (Organização dos Estados Americanos).
A denúncia resultou na condenação internacional do Brasil que foi obrigado a cumprir algumas recomendações em relação ao tratamento de casos de violência contra a mulher, dando origem a Lei 1134, a Lei Maria da Penha.

6-    Tarsila do Amaral- Uma das pintoras mais importantes do Brasil e responsável pela obra mais valorizada do país, o Abaporu, que custa mais de US$ 40 milhões. Tarsila é um dos nomes centrais da primeira fase do movimento modernista brasileiro.

7-    Marta- A alagoana Marta Vieira da Silva conquistou um feito inédito no futebol brasileiro: conquistou por cinco anos seguidos o título de melhor jogadora do mundo pela Fifa. Em 2015 Marta desbancou Pelé e tornou-se a maior artilheira da história da Seleção Brasileira.

8-    Dandara- Dandara dos Palmares foi uma figura tão importante quanto Zumbi dos Palmares, seu esposo. Junto a ele, ela lutou pela libertação dos negros do Brasil. Dandara exercia um papel de liderança entre homens e mulheres, sendo que participava da elaboração de estratégias de resistência e foi figura central na defesa do quilombo. Apesar de uma figura extremamente importante na luta, pouco se sabe sobre a história de Dandara. Sabe-se que ela deu fim à própria vida em 1694, em sinal de resistência a tomada de Palmares.

9-    Chiquinha Gonzaga- Compositora, instrumentista e maior personalidade feminina da Música Popular Brasileira. Esta é Francisca Edwiges Neves Gonzaga, mais conhecida como Chiquinha Gonzaga. Foi a primeira a reger uma orquestra sinfônica no Brasil. Também foi autora da primeira marchinha de Carnaval da história do país: “Ó Abre Alas”. Além disso, Chiquinha compôs mais de duas mil músicas de diferentes gêneros. Também foi uma militante política que participou ativamente do movimento pela abolição da escravatura.

10-    Maria Quitéria- Conhecida como “Joana D’arc brasileira”, Maria Quitéria de Jesus foi uma militar que lutou pela independência do Brasil no início do Século XIX. Para poder lutar teve que se disfarçar de homem. Além de ser considerada a primeira mulher a assentar praça numa unidade militar das Forças Armadas Brasileiras, também foi primeira mulher a entrar em combate pelo Brasil, em 1823.