Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Uma fina mistura de boa música

Mistura Fina Jazz Trio no Programa do Avesso
Mano Dal Ponte
Por Mano Dal Ponte 24/01/2019 - 15:45

"Uma vez um professor de música me disse que Jazz não se aprende, se toca." Foi assim que eu, Mano Dal Ponte, comecei o Programa do Avesso do dia 22 de janeiro de 2019 ao lado minha musa Pity Búrigo.  

Mas não se iluda, essa frase não é uma afirmação, soa mais como uma provocação.

Quando Everaldo João, o grande mestre da noite no sul do Brasil, disse que tinha um banda diferente para indicar para o programa, achei que seria algo interessante, mas não incrível. 

São apenas três integrantes que quando tocam juntos parecem uma orquestra inspirada nos grandes clássicos  do Jazz da década de 50 e 60. 

Tire suas próprias conclusões, clique no link abaixo e curta esse Programa do Avesso:


Sobre o Mistura Final Jazz Trio: 

O Mistura Fina Jazz Trio tem mais de dez anos e é formado pelos músicos Neto Nunes, Eduardo Nunes e Paulo Ferreira. Tem um repertório de clássicos nacionais e internacionais com arranjos que utilizam elementos do jazz. O trio apresenta canções atemporais eternizadas por grandes artistas da música.

Neto Nunes e Paulo se conhecem desde a adolescência e são compadres. Neto é pai de Eduardo. O trio formou-se por acaso, pois já tocavam juntos, mas nunca haviam formalizado uma parceria.

O trio toca em eventos públicos, aniversário de cidades, shows de Natal, casamentos, entre outros. Tem também um espetáculo infantil que faz parte de um projeto de cantigas de roda para valorização do cancioneiro infantil.

A van do Mistura Final Jazz Trio adesivada em alto estilo (Foto: Mano Dal Ponte)


Eles trabalham com outras coisas além do trio: Neto é coordenador do Bairro da Juventude, Eduardo é regente de alguns corais e Paulo dá aulas de música em algumas escolas.

Dedicam-se também ao desenvolvimento de trabalhos autorais, tanto na música instrumental, por meio das composições de Neto Nunes, quanto da música vocal, com o uso das composições de Eduardo Nunes. O compositor Neto Nunes teve seu trabalho reconhecido no festival catarinense de música do SESC, no qual foi o vencedor de uma categoria com a canção “Verde Escuro”.

Eduardo Nunes, por sua vez, compôs diversas canções, as quais foram gravadas por artistas da região, tais como Celina Fernandes, que gravou a canção Paixão Leviana em seu DVD “Canto eu, Canto elas”, Marília Dutra, que gravou “Inesquecível” e “Além da Vida” em seu disco “Verdade do Amor”. Eduardo Nunes também compôs canções para o canto coral junto ao Coral Vozes de Esperança do Bairro da Juventude, as quais foram gravadas em seus segundo e terceiro CD’s, “Se uma canção”, “Presente para o futuro”, dentre outras.

4oito

Deixe seu comentário