Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Teste e Aprenda

Uma abordagem de Teste e Aprenda é uma nova maneira de trabalhar em seus negócios porque é importante lembrar que você não pode testar sem aprender e não pode aprender sem testar.
Claiton Pacheco Galdino
Por Claiton Pacheco Galdino 31/07/2018 - 09:03Atualizado em 31/07/2018 - 09:06

Cada vez mais as empresas procurando maneiras diferentes de vencer os desafios do negócio. Uma maneira de trabalhar que permita que a empresa tome de decisões estratégicas de longo prazo, ao mesmo tempo em que obtém benefícios comerciais positivos no curto prazo. Uma abordagem que estimula os clientes e capacita os funcionários, além de ser econômica e flexível o suficiente no atual mundo digital em constante mudança.

E cada vez mais empresas estão experimentando uma abordagem de teste e aprenda.



O teste e aprenda, em poucas palavras, é um conjunto de práticas que permite que uma empresa experimente novas ideias e conceitos, seja com um pequeno conjunto de clientes ou em um número limitado de locais (por exemplo, em apenas algumas lojas) para entender o impacto que isso tem em fatores como a experiência do cliente, a produtividade dos funcionários e as vendas.

Há muitas razões pelas quais uma abordagem de Teste e Aprendizado deve ser considerada como parte de qualquer estratégia de negócios, mas quero salientar três que considero mais relevantes no contexto da atual cultura de consumo de ritmo acelerado.

Teste com clientes reais

A beleza de uma abordagem de Teste e Aprenda é que, em sua essência, são os verdadeiros clientes ou funcionários que fornecem os dados sobre os quais as aprendizagens e, em última análise, as decisões estratégicas podem ser tomadas.

Muitas vezes desenvolvemos estratégias ou novos produtos sem qualquer envolvimento de clientes, funcionários ou áreas comerciais.

Uma abordagem de teste e aprendizado coloca a iniciativa - seja um novo canal de comunicação, um novo processo ou qualquer outra coisa - diretamente nas mãos do usuário final (por exemplo, o cliente) para "brincar". Se eles gostarem, você pode continuar com a iniciativa no futuro. Se eles não gostarem, você pode aprender com a experiência e aprimorá-la, ou pode optar por desfazer tudo.

Seja qual for o resultado, você pode ter certeza de que a decisão tomada será baseada em algo que é comprovado, em vez de conjectura e teoria.

Mantenha-o pequeno e flexível

No exemplo acima, em que a decisão pode ser abandonar completamente uma iniciativa, pouco dano irá ocorrer.

Uma abordagem Teste e Aprenda é aquela que deve começar pequena - seja com um segmento específico ou grupo de pessoas, ou em um pequeno subconjunto de lojas - e à medida que os resultados se tornarem mais repetíveis e os resultados mais concretos, os experimentos podem gradualmente ser ampliados para se adequar às suas necessidades de negócios mais amplas e, eventualmente adotadas totalmente.

Começar pequeno não apenas ajuda a minimizar o impacto se algo der errado, mas também oferece aos negócios flexibilidade adicional no caso de as condições do experimento precisarem ser alteradas, e ajuda a manter os gastos em um nível administrável sem ter que se preocupar demais com isso.

Saiba o que não funciona

Para que uma abordagem de Teste e Aprenda seja realmente bem-sucedida e inserida na cultura de uma organização, todos devem aceitar e concordar com o fato de que, às vezes, as iniciativas e ideias falharão.

Isso se aplica em todos os níveis, desde a equipe do projeto que executa os experimentos até os tomadores de decisões estratégicas.

É importante que cada pessoa entenda que saber o que não funciona é tão importante quanto saber o que funciona. Quando algo não termina como esperado, as perguntas que devem ser feitas são "o que poderia ser feito de maneira diferente da próxima vez?", Em vez de "por que você não entregou o que esperávamos?".

Mais empresas fariam bem em considerar a adoção de uma abordagem de Teste e Aprenda e incorporá-la como uma nova maneira de trabalhar em seus negócios porque é importante lembrar que você não pode testar sem aprender e não pode aprender sem testar.

Boa semana e até o próximo artigo.
Abs Claiton

4oito

Deixe seu comentário