Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Temos que ter coragem e falar de nossos erros

Ter humildade e admitir nossa falha, nossa condição natural de vulnerabilidade é fundamental para aprender e mudar.
Claiton Pacheco Galdino
Por Claiton Pacheco Galdino 12/03/2019 - 09:00Atualizado em 12/03/2019 - 09:02

O ano era 2016 e o nosso principal mercado, que era o varejo, estava sofrendo muito com a crise.
Nossas vendas haviam caído pela metade ao longo do ano e eu estava tentando buscando novas formas de captar clientes.
Já não conseguia mais manter muitas das contas em dia.
E neste cenário eu cometi alguns dos piores erros em sequência da minha vida como empresário.

Eu tinha uma excelente supervisora comercial mas em consequência das dificuldades de fluxo de caixa eu estava atrasando os pagamentos de suas comissões.

E na busca por aumentar a quantidade de leads eu contratei uma empresa terceirizada para nos ajudar com marketing digital.

No fim eu não consegui pagar corretamente a empresa de marketing digital e para rescindir o contrato como ela teve que pagar um valor.

Ao pagar essa rescisão tive que protelar ainda mais o pagamento das comissões da minha supervisora e isso foi a gota d'água para ela.

Ela saiu da empresa no momento em que eu não estava preparado para substituí-la e isso gerou uma reação em cadeia que fez com que o nosso faturamento caísse ainda mais.

Até hoje sofremos as consequências das decisões erradas que eu tomei naquele período.

Na época não refletir muito sobre isso e como continuar cometendo uma série de pequenos erros para retomar a curva de crescimento.

À medida que amadureci, o fracasso tornou-se meu aliado criativo no desenvolvimento de uma perspectiva de liderança que enfatiza o aprendizado com os erros e o mau desempenho, em vez de defendê-los.

Para os empreendedores, a chave para o sucesso é a rapidez com que convertemos o fracasso em educação e, finalmente, em mudanças duradouras no comportamento.

O meu erro crítico foi permitir que o nosso momento me fizesse iniciar o projeto com a empresa terceirizada sem entender o impacto do fluxo de caixa se as ações não dessem resultado rápido.

Como empresário, você deve aprender que o fluxo de caixa é rei e sem ela mesmo as melhores ideias e estratégias podem morrer sufocadas.

 O fluxo de caixa é o oxigênio de qualquer empresa e você deve estar sempre ciente de como suas decisões afetam sua capacidade de sustentar os negócios.

Eu sempre me orgulhei de ser um líder de negócios, que cria empregos, aumenta o lucro e expande sua empresa. Em 2016 e 2017, tive que despedir funcionários porque administrei mal o dinheiro.

Além disso, a forma como reagimos ao erro também determina como será nosso day after.

Ter humildade e admitir nossa falha, nossa condição natural de vulnerabilidade é fundamental para aprender e mudar.

Mas, principalmente, seguir em frente é fundamental.

E quando a gente não fala dos nossos erros passa a impressão de ser um super-homem e o super-homem geralmente não precisa de ajuda.

O que você faz após errar é que faz diferença, porque errar faz parte.

Até a próxima.

4oito

Deixe seu comentário