Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O Universo Conspira...

Claiton Pacheco Galdino
Por Claiton Pacheco Galdino 15/05/2018 - 09:00

 Todos sempre ouvimos que o universo conspira mas que se será a favor ou contra depende das nossas atitudes.

Semana passada quando falávamos de fazer o óbvio contei a história de uma empresária que procurava um novo software e que não tinha sequer procurado no Google.

E também contei que uma empresa indicada por mim tinha ido lá visitá-la sem ter o software para atendê-la, simplesmente porque achava que era o certo e para tentar ajudá-la a resolver o seu problema.

Um dos donos da empresa ouviu meu comentário aqui na rádio e me mandou uma mensagem dizendo o porquê que eles tinham ido lá. Ele disse que era uma atitude comum deles, mesmo não tendo como atender o cliente, dar total atenção e tentar ajudar o cliente a resolver o problema dele.

Aí ele me contou que lá mesmo na Plurall, conversando com algumas pessoas enquanto estava lá ele saiu com duas indicações de outras empresas que tinham necessidade do software que ele tinha e procurou essas empresas e acabou fechando os dois negócios.

Ou seja, ele saiu para atender alguém que ele não tinha como resolver o problema, mas que achou que o certo era fazer isso e voltou com dois negócios fechados.

Por isso, que eu sempre digo que o grande sucesso vai vir de pessoas que tem interesse em ajudar os clientes a resolver os seus problemas e não simplesmente vender. Se ele tivesse pensando somente vender, sequer teria ido visitar essa empresa da minha amiga. Como estavam com interesse genuíno de ajudar ela resolver o problema, eles conseguiram por outros caminhos dois clientes novos.

Desse modo, fica muito claro que universo conspira, a favor ou contra depende exclusivamente das nossas atitudes, de como a gente encara as relações com outras pessoas e com o mundo.

Pense bem, você está tomando as atitudes certas?

Ou  você está sempre simplesmente pensando em vender?

Pense nisso e até a próxima semana.
 

4oito

Deixe seu comentário