Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Cuidado com achismos

Não compare os bastidores dos seu negócio com o palco dos outros.
Claiton Pacheco Galdino
Por Claiton Pacheco Galdino 28/01/2020 - 09:00Atualizado em 28/01/2020 - 09:01

“Sem dados, você é apenas mais uma pessoa com uma opinião.” - W. Edwards Deming

Opiniões: todo mundo tem uma, aliás várias. Em termos de internet parece que todo mundo é especialista em tudo.

Os líderes empresariais tendem a ter muitos deles, e muitas vezes sentimos fortemente sobre eles. Nossas opiniões sobre o que deve e o que não deve acontecer são influenciadas por quem somos, de onde somos e por nossas próprias experiências no mercado de trabalho.

Descobri que as opiniões podem ser terrivelmente perigosas nos negócios. Desde a Western Union, que recusou a oferta de Alexander Graham Bell de vender a patente do telefone até a Blockbuster que não quis comprar a Netflix por $ 50 milhões de dólares, opiniões e palpites vêm custando muito dinheiro aos negócios há séculos.

 

Claro, algumas vezes os palpites estão corretos, mas devem ser um ponto de partida e não um fim. Em vez de apostar com a veracidade de uma opinião, os líderes devem perceber o risco e sempre tomar o cuidado de coletar dados para examinar se sua ideia está realmente levando a empresa na direção certa.

Use os dados para evitar armadilhas futuras

 

Faça a analise dis dados que dispõe sem paixão, converse com seus funcionários, e principalmente, clientes para garantir que a decisão certa está sendo tomada.

Além de analisar somente os dados que dispõe, procure dados do mercado, compare.

Mas tenha também cuidado com comparações. Veja se as situações são similares e o que de fato pode ser comparado e o que apenas deve servir de inspiração.

 

Seja nas notícias, mídias sociais ou na vida, é fácil querer nos comparar com os outros, especialmente quando estamos em momentos de decisão.

 

Muitas vezes nos comparamos com empresas que julgamos serem perfeitas. 

Esse hábito é melhor descrito pelo pastor Steve Furtick, que disse uma vez:  " A razão pela qual lutamos com a insegurança é porque comparamos nossos bastidores com os destaques de todos os outros".

 

Não compare seus bastidores com o palco dos outros.

 

E essa é a verdade: sem dados geralmente não vemos a realidade por trás do verniz de um Instagram cuidadosamente selecionado ou de uma noticia muito bem polida.

 

Se o fizéssemos com uso de dados poderíamos fazer comparações e não nos sentirmos tão desanimados ou inferiores.

 

Afinal, como diz um amigo meu André Gaidzinski: "Os problemas de todas empresas são muito parecidos, o que muda é o número de zeros."

 

Pense nisso.

 

Até a próxima semana.

4oito

Deixe seu comentário