Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Se não é sofrido, não é o Tigre!

Em casa, Criciúma empata com Goiás nos acréscimos em 2 a 2; o tabu continua
Amanda Farias
Por Amanda Farias 02/11/2018 - 14:12Atualizado em 02/11/2018 - 15:08

Se fosse para resumir o jogo da noite de quinta-feira no Majestoso seria com uma única palavra: sofrimento. Um jogo pra lá de emocionante que mais uma vez serviu de teste cardíaco pra muita gente. 

O estádio estava mais cheio do que o comum, 4.592 torcedores. Isso porque o clube lançou uma super promoção - ingressos a R$10,00 pra todo mundo, sócios e não sócios. E, além disso, véspera de feriado, o que também era mais um fator para atrair o público.

Ao fim do primeiro tempo, muitos torcedores reclamavam que o time estava muito lento e jogando mal, principalmente depois de o Lucão abrir o placar. Já no segundo tempo, o time era outro, com algumas alterações e mais garra e força de vontade. Mas, aos 39 do segundo tempo mais um gol do Goiás, novamente do Lucão, o que fez muita gente ir pra casa mais cedo. 

Mas quem ficou, viu. Os torcedores que ficaram até o final puderam presenciar o que parecia quase que inacreditável e impossível de acontecer. Já nos acréscimos, aos 47 minutos, Zé Carlos marcou um belíssimo pênalti. E no último lance, aos 49, Sandro fez o gol do empate, trazendo alívio e muita comemoração na torcida. Na arquibancada, atrás do gol, a festa era grande. Os jogadores e também o técnico Mazola foram muito aplaudidos pelos torcedores. 

E, em mais um jogo no Majestoso, o histórico de que o Goiás nunca venceu o Tigre em casa continua. Agora, já são 15 jogos sem vitória. Nosso maior freguês. 

O tabu continua.

 

Tags: torcida fregues

4oito

Deixe seu comentário