Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Podcasts

Palhaço Biriba (15/10/1980) / 18192

Ator, diretor, empresário e produtor cultural, Geraldo Santos Passos, o Palhaço Biriba, já foi eleito um dos melhores do Brasil. Esteve no Programa do Avesso, da Rádio Som Maior, falando sobre a profissão, como conquistar o público e como o humor se transformou ao longo dos anos.

“Se você quer ser palhaço, primeiro tem que fazer para as crianças. A criança é imediato, ou gosta ou odeia. Eu comecei com as crianças, foi frustrante", contou Biriba. “Se a pessoa não está rindo, você vai diretamente nela, as vezes eu pergunto se não gostou da piada ou não entendeu, aí quebra o gelo”, completou.

Para ele, atualmente falta incentivo à cultura. "Você não tem o apoio do estado para chegar. O governo da cidade não te acolhe de braços abertos", afirmou. Ainda segundo Biriba, "o circense não quer luz de graça ou terreno de graça, mas quer condições adequadas para trabalhar".

Um estilo de fazer comédia que ganhou destaque nos últimos anos é o stand-up comedy, onde os humoristas sobem ao palco de cara limpa. “Eu fui fazer stand-up, caracterizado como palhaço. Foi a pior coisa da minha vida. Eles estavam acostumados com perguntas e respostas. Fiz e notei que não alcançava o que eu queria, que é o riso prolongado”, completou.

Domingão do Faustão

Biriba foi eleito em 2007 um dos melhores palhaços do Brasil no Domingão do Faustão. “Não foi eu que me inscrevi e não sei como foi. É coisa de outro mundo, as pessoas passam por você e cumprimentam”. Durante as gravações do quadro, ficou mais próximo do ator Domingos Montagner, também de origem circense e falecido em 2016. “Ele era uma pessoa incrível, não tem adjetivos”, completou.

Programa do Avesso de 15/10/1980