Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

Vino & Formaggio: conheça as características de uvas e países presentes no Festival 

Chile, Argentina e Uruguai são os países que mais se destacam quando o assunto é peculiaridade das uvas 

Redação Criciúma, SC, 07/06/2024 - 11:00 Atualizado em 07/06/2024 - 11:02
Foto: Leo Martinello
Foto: Leo Martinello

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O vinho é muito mais que uma bebida a ser consumida, é uma jornada de identidade e histórias. Essa bebida é apreciada não apenas pelo seu sabor, mas também pela sua capacidade de reunir pessoas, celebrar momentos e expressar a cultura de uma região. Nesse sentido, aprender mais sobre essa bebida milenar, é uma boa pedida para socializar e enriquecer as experiências, especialmente em festivais como o Vino & Formaggio.

Para tornar a experiência ainda mais imersiva, o sommelier da Rede Angeloni, Jean Stelmach, compartilha características de uvas por região que estarão disponíveis no evento, proporcionando aos participantes uma viagem sensorial através das diferentes nuances e sabores que cada terroir (ambiente natural) tem a oferecer.

Dentre as regiões que carregam características peculiares e que estarão representadas no Festival, destacam-se Chile, Argentina, Uruguai, Itália, França, Portugal e até mesmo o Brasil. Cada país traz suas raízes e particularidades, deixando os aromas únicos e inconfundíveis. 

O Chile tem motivos de sobra para toda sua notoriedade na indústria vitivinícola. Segundo o sommelier Jean Stelmach, as condições climáticas e a geografia do país são alguns aspectos que tornam os vinhos chilenos tão relevantes. "Algumas uvas se adaptaram muito bem no Chile, o que contribui significativamente para o reconhecimento dos vinhos chilenos. É impressionante como uvas como Cabernet Sauvignon, Sauvignon Blanc e Chardonnay, cultivadas globalmente, se destacam no Chile com um estilo próprio e distintivo, criando uma verdadeira identidade chilena. Não podemos esquecer da Carménère, uma uva de origem francesa redescoberta no Chile, que encanta pelo seu potencial de produção de vinhos de alta qualidade e estilo único".

Também é impossível falar de vinhos sem relacionar a Argentina e sua imediata associação aos vinhos Malbec, que são únicos. "Apesar da uva Malbec ser francesa, ela se adaptou bem ao terroir argentino. A natureza marcada pelos Andes, com suas diversas altitudes e exposições, além dos diferentes tipos de solo, oferece aos produtores de vinhos uma verdadeira Disneylândia vínica. Além disso, uvas como Pinot Noir, Syrah e Cabernet Franc têm ganhado destaque nos últimos anos no país", comentou Stelmach. 

Já o país vizinho, o Uruguai, é reconhecido pelas uvas Tannat, Albariño, Sauvignon Blanc, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. "Os vinhos uruguaios são intensos e ricos. Dependendo da região de produção, eles apresentam características peculiares do terroir onde as uvas são cultivadas. A uva Tannat tem destaque a nível mundial, produzindo vinhos generosos e saborosos em fruta e taninos, que harmonizam muito bem com os cortes de carne uruguaios", enfatizou. 

Como o vinho é frequentemente associado ao consumo durante o inverno, sua popularidade no Brasil como a terceira bebida mais consumida provoca questionamentos sobre suas características em um clima tropical. O sommelier, desmistifica esta narrativa.

"A ideia de que o vinho é uma bebida para ser consumida no inverno está muito associada aos vinhos tintos e às regiões Sul e Sudeste, onde faz frio no Brasil. No entanto, o crescimento significativo das categorias de espumantes, vinhos brancos e rosés, que são consumidos gelados, mostra que o consumidor já entendeu que existem estilos de vinhos ideais para os dias de verão", comemora. 

O sommelier destaca que o Brasil vive um futuro promissor. "Ainda temos muito a melhorar, mas já temos vinícolas de altíssimos padrões com vinhos deliciosos, alguns com reconhecimentos internacionais e que estarão no Festival Vino & Formaggio. Algumas uvas têm se adaptado muito bem em certas regiões, clima e terroir. Por exemplo, Sauvignon Blanc e Pinot Noir na Serra Catarinense, Merlot e Cabernet Franc na Serra Gaúcha e Syrah em algumas regiões do Sudeste", salientou Jean.

Para otimizar a experiência dos participantes, o Festival Vino & Formaggio promove três workshops em parceria com o sommelier da Rede Angeloni, eleito o melhor sommelier dos vinhos do Alentejo no Brasil em 2019. As oficinas acontecerão uma hora antes da abertura oficial das portas do evento, nos três dias. 

As inscrições para participar desta experiência serão divulgadas em breve no perfil oficial do Festival Vino & Formaggio no Instagram: @festivalvinoeformaggio

O evento

De 12 a 14 de julho, o Festival Vino & Formagio traz uma experiência única de degustação no formato open wine e food, onde a diversidade de sabores e aromas se fundem em uma celebração para os amantes da boa comida e dos bons vinhos.

Atrações

Para embalar as noites do Festival Vino & Formaggio, os participantes poderão contar com uma seleta opção de atrações.

Confira: 

Sexta (12/07)

  • Vintage Piano
  • Baldoínos
  • Bad Verona

Sábado (13/07) 

  • Duca Leindecker – Show Nacional 
  • Republic
  • Talkbox
  • Vigário Jack

Domingo (14/07)

  • Baldoínos
  • Robson Black
  • Espaço kids

Ingressos

Quem deseja garantir os ingressos para o Festival, pode adquirir através do site topedindoingressos.com.br ou pontos de venda físico (Angeloni | Avenida Centenário - Criciúma/SC, Restaurante Veneza, Pão do Pa e Doces da Ká). Vale lembrar que, os participantes clientes do Clube Angeloni têm 10% de desconto na compra.  

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito