Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Unesc aprova Programa de Residência Multiprofissional em Saúde Mental

Profissionais passarão a atuar na Universidade e na rede municipal de saúde no dia 1º de abri
Redação
Por Redação Criciúma - SC, 17/02/2019 - 10:01

A Unesc foi a única universidade catarinense a aprovar mais um Programa de Residência, agora em Saúde Mental, Atenção e Reabilitação Psicossocial. A aprovação se refletirá em 15 novos profissionais que passarão a atuar na Universidade e na rede de saúde de Criciúma por meio de bolsas financiadas pelo Ministério da Saúde, já a partir do dia 1º de abril. O programa será coordenado pelas psicólogas mestres em Saúde Coletiva Dipaula Minotto e Tatiane Macarini, profissionais envolvidas com o processo de submissão do programa desde 2018.

Para a reitora da Unesc, Luciane Bisognin Ceretta, essa é mais uma conquista de valor inestimável não só para a instituição, mas para toda a sociedade.  "A Saúde Mental é uma das áreas de maior necessidade de profissionais na atualidade, tendo em vista o cenário complexo no qual as pessoas estão inseridas, com longas ou duplas jornadas de trabalho, estresse, pouco tempo para qualidade de vida, cenário econômico em crise, dentre outras questões. Tudo isso torna necessário uma rede importante de apoio, dentro da Universidade e fora dela, motivo pelo qual a Unesc elaborou a proposta deste programa. Estamos muito felizes com esta conquista", destaca.

De acordo com Tatiane, o trabalho em saúde mental se configura através dos cenários de práticas e estudos na área que no que se refere ao sofrimento psíquico. "Diante disso teremos a atuação dos nossos residentes nas áreas de educação física, enfermagem, farmácia, nutrição e psicologia. São diferentes áreas unidos pelo mesmo propósito", explica. Ainda conforme a psicóloga, a aprovação só foi possível graças ao desafio proposta pela reitora, além de seu incentivo e sua assessoria ao longo do processo. "Ela teve a visão dessa necessidade, nos desafiou, incentivou e esteve assessorando ao longo do processo. Estamos muito felizes por termos correspondido a todo esse apoio", completa.

As razões pelas quais a aprovação é motivo de muita felicidade, conforme Dipaula, são duas principais. "A primeira delas é a necessidade de um serviço como esse na região. Criciúma conta com a segunda maior rede de saúde mental em número de atendimentos em Santa Catarina, o que mostra a grande demanda", explica. O segundo motivo especial, de acordo com a profissional, é a abertura de um campo importante para os profissionais da área, entre eles os formados na Unesc. "É algo que vai fazer muito bem em todos os sentidos", acrescenta.

Tags: unesc