Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Uma cratera no bairro Renascer

Defesa Civil e Secretaria de Infraestrutura trabalham para solucionar o problema
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 25/09/2020 - 11:39Atualizado em 25/09/2020 - 12:21
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Um grande buraco assustou e colocou em perigo quem passou pelo bairro Renascer na noite dessa quinta-feira, 24, e início da manhã desta sexta-feira, 25.

O coordenador municipal da Defesa Civil, de Criciúma, Dioni Borba, falou ao assunto.  "Houve rompimento de um cano da Casan, que acabou erudindo a camada asfáltica, que cedeu durante a madrugada. Também houve obstrução do dreno fluvial que liga a Ferrovia Tereza Cristina e o bairro Renascer aos córregos, que estavam entupidos e em rompimento. As máquinas da Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana já estão no local. Todo o trabalho de levantamento e abertura dos drenos para a sucção da água está sendo feito afim de verificar onde estão os rompimentos e fazer, novamente, as ligações. A Casan também já esteve no local e está aguardando a liberação dos drenos para que possa ser feito a cobertura do local e o fechamento do buraco”, comenta.

Casan afirma que problema não está relacionado à rede de abastecimento

O chefe da agência da Casan, Jaison Speck diz que o problema não tem tem nenhuma relação  com a rede de abastecimento de água e que os profissionais da Casan estavam no local somente para acompanhar os trabalhos. “A drenagem da prefeitura estava rompida que começou a ocasionar a erosão. Tinha volume de água armazenada em um lote, o pessoal jogava lixo, a prefeitura mexeu, a drenagem rompeu e fez a erosão. A rede de abastecimento de água passa no meio da rua, então fomos ao local somente para acompanhar os trabalhos”, salienta.

Borba fala ainda que, caso não haja impedimento, a previsão é de que, até o final desta sexta-feira, os procedimentos sejam feitos e via já esteja parcialmente liberada. "Conseguimos encontrar o dreno e vamos para a segunda parte que é a cobertura da cratera. Vamso fazer as camadas de cobertura, mas provavelmente, o local ficará interditado até o fim do dia, até mesmo pela compactação do material", explica Borba.

No momento, o trânsito está totalmente interrompido e isolado com cones e fitas zebradas. A Defesa Civil e a Secretaria de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana estão no local fazendo a identificação e a Polícia Militar também se encontra fazendo rondas.