Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Trabalho no projeto eleitoral de Márcio Búrigo será intensificado, afirma assessor político

O ex-prefeito de Criciúma foi detido pela Polícia Militar (PM) por infração de trânsito neste domingo, 16, em Jaguaruna
Por Letícia Ortolan Criciúma - SC, 17/01/2022 - 11:25 Atualizado em 17/01/2022 - 11:32
Foto: Divulgação / PMSC
Foto: Divulgação / PMSC

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

O valor da multa que o ex-prefeito de Criciúma, Márcio Búrigo, recebeu por infração de trânsito no último domingo, 16, é de R$ 2.934,00.  Após ser detido pela Polícia Militar (PM) em Jaguaruna e se exaltar, o assessor político do candidato estadual, Giovane Felippe, declarou que a exaltação foi provocada pelo preço do descumprimento da regra.

Segundo informações da guarnição policial de Jaguaruna, Márcio dirigia sob efeito de álcool. Os policiais estavam em ronda pela região do Farol de Santa Marta, na Rodovia SC-100, quando foram ultrapassados por um carro Ford Ranger em alta velocidade, em uma pista de faixa contínua. 

Após não acatar a ordem de parada, foi dado início a um acompanhamento da PM - do Farol até Garopada do Sul -, com com o apoio das viaturas de Jaguaruna e do helicóptero Águia. Foi necessária uma barreira policial e quando abordado, Márcio recusou realizar o teste de bafômetro, sendo autuado por infração de trânsito.

O assessor político do candidato estadual afirmou ao Portal 4oito que Márcio não estava sob a influência de álcool. “É mentira. Ele vem tomando medicamentos devido ao tratamento que estava por ter pego Covid-19”, disse acrescentando que o também empresário está seguindo sua agenda de reunião normalmente na manhã desta segunda-feira, 17, e à tarde irá conversar com alguns parlamentares. 

“Quem nunca errou no trânsito ou fez uma infração de trânsito? O que nos deixa indignado é essa exposição mediática que a Polícia fez”, desabafou Giovane Felippe afirmando que Márcio assinou o termo circunstanciado e continuará trabalhando na sua carreira política. “Se a gente já trabalhava muito em um projeto eleitoral, agora vamos trabalhar ainda mais”, finalizou o assessor parlamentar. 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito