Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4

Tigre mostra a cara para 2021: intensidade e sobriedade

Expectativa da nova gestão, que apresentou nesta terça-feira Hemerson Maria e Giuliano Bitencourt, é para um ano de sucessos
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma, SC, 12/01/2021 - 19:30Atualizado em 12/01/2021 - 19:31
Emerson Nunes, Anselmo Freitas, Hemerson Maria, Waldeci Rampinelli, Alexandre Souza e Giuliano Bitencourt (Foto: Heitor Araujo)
Emerson Nunes, Anselmo Freitas, Hemerson Maria, Waldeci Rampinelli, Alexandre Souza e Giuliano Bitencourt (Foto: Heitor Araujo)

Foi dado nesta terça-feira, 12, o pontapé inicial para a nova gestão do presidente Anselmo Freitas, que tem como nome forte do futebol Waldeci Rampinelli, com a apresentação da comissão técnica de Hemerson Maria e o gerente de futebol Giuliano Bitencourt. Maria falou sobre o que espera para a temporada: a mescla da juventude com a experiência, um elenco enxuto e um time com muita intensidade.

Definidos os papeis de cada um na nova gestão e já com o treinador de contrato assinado e presente no dia a dia do Heriberto Hülse, o passo agora é a montagem do elenco: sete atletas devem permanecer, oriundos da base, e há a negociação para renovação de contrato do volante Eduardo de Biasi.

A ideia é fazer a apresentação do elenco no dia 1º de fevereiro: se confirmado o prazo, serão pouco mais de 20 dias de preparação para a estreia no Catarinense, no dia 24 de fevereiro contra o Hercílio Luz.

A temporada é encarada com otimismo pela dupla Freitas/Rampinelli. Na apresentação da comissão técnica, o presidente do Tigre exaltou o planejamento do clube. "Estou sentindo um clima bastante favorável para termos sucesso em 2021", destacou.

Rampinelli, diretor de futebol, elogiou o trabalho dos outros setores do clube e falou sobre a nova marca da nova gestão. "Nós vamos ter que suar frio, talvez até sangue, para enfrentar as dificuldades que o futebol apresenta. Mas estamos sóbrios e saberemos administrar com tranquilidade. A gente sobe um degrau por vez", apontou.

Na montagem do elenco, Maria e Bitencourt já trabalham para trazer jogadores. O técnico pediu atletas mais experientes, para mesclar com a juventude dos remanescentes, mas não descartou que jovens promessas do futebol brasileiro possam ser contratadas. 

"Numa Série C de Brasileiro, as equipes que chegam na final tem média de idade mescalada. A ideia é ter uma equipe equilibrada para manter a experiência. Se tem tropeços, a torcida cobra e tem que ter o experiente para dar suporte", ressaltou Maria.

Dentro de campo, Maria prioriza a intensidade. "Ter uma equipe competitiva, bem organizada, com jogadores que honrem a camisa do Criciúma. Já iniciamos alguns contatos, situações bastante positivas e em breve poderemos ter novidades para anunciar ao torcedor", completou o técnico. "Sentamos, montamos o perfil e vamos trabalhar uma equipe bastante intensa", concluiu.

O Catarinense já está com o calendário definido; depois da estreia contra o Hercílio Luz, o Tigre vai a Jaraguá do Sul enfrentar o Juventus no João Marcatto, no dia 28 de fevereiro, num domingo. Depois encara a Chapecoense, no Heriberto Hülse, no dia 7 de março.

O derby contra o Próspera será na 7ª rodada, no dia 28 de março. A primeira fase se encerra no dia 14 de abril, quando o Tigre enfrentará o Avaí, em casa. Além do Catarinense e da Série C, o Criciúma está na expectativa de conseguir a vaga na Copa do Brasil pelo ranking da CBF.