Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Startup porto-alegrense faz campanha nacional para a mulher empreendedora

Foram distribuídos 31 kits para pequenas empresas comandadas por mulheres distribuírem em suas lojas, aumentando o fluxo de clientes
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo Criciúma - SC, 08/03/2020 - 11:59

Uma campanha voltada ao empoderamento e o empreendedorismo feminino partiu de um grupo de empreendedoras de Porto Alegre, proprietárias de uma loja de venda online de vestidos de noiva. A empresa abriu inscrições para que 31 pequenas e médias startups criadas por mulheres e com produtos voltados às mulheres tenham acesso a adesivos e kits de empoderamento feminino, em alusão ao Dia Internacional da Mulher, datado neste 8 de março. O nome da campanha é "Mulher Empodera Mulheres"

A ideia é, além de propagar o discurso empoderado, estimular o fluxo de pessoas nas pequenas e médias empresas participantes. A sócia-fundadora da loja Amor É Simples, que lançou a campanha concedeu entrevista ao Programa 60 Minutos, da Rádio Som Maior, na última sexta-feira. Ela relembrou os ideais que nortearam a fundação da própria loja para justificar a campanha.

"Desde o começo a gente teve um posicionamento de casar como quiser e valorizar a simplicidade. Fornecedores vendiam a ideia de quando tu te casa tu tem que ter um milhão de coisas ou não vai ser feliz. A gente sentiu na pele de ver noivas estando pra baixo porque não queriam gastar tanto dinheiro. A gente tem esse trabalho de empoderar as noivas, de casar como elas quiserem. Sempre criamos conteúdo nesse sentido", explicou Natália Pegoraro.

"É uma forma de libertar a noiva desse padrão, é uma forma dela ficar tranquila e feliz com suas decisões", acrescentou. "Um dos nossos pilares é mulher empodera as mulheres, está além de olhar só para as noivas. Sempre tivemos ações que focam em mulheres empreendedoras, das mulheres se libertarem de algumas imposições e padrões. Dia das mulheres, pra gente, é mais especial do que o mês das noivas", continuou a empreendedora.

A ação começou no ano passado, em Porto Alegre. Neste ano, elas resolveram expandir para todo o país e receberam inscrições de 31 empresas de sete estados. "A gente faz mídia gratuita para os 31 locais, elas recebem visibilidade online, mídia gratuita e uma nova audiência descobrindo aqueles lugares. É só ir aos pontos e pegar os adesivos. Esses lugares ganham o fluxo de pessoas. A gente consegue colocar o nosso discurso de empoderamento e é efetivo porque movimenta o mercado", concluiu Natália. 

Mulheres no mundo empresarial

De acordo com um levantamento da Global Enterpreneurship Monitor (GEM), o Brasil é o sétimo país, de 49 estudados, com mais mulheres empreendedoras. São 24 milhões de brasileiras que criaram o próprio negócio.  

"A mulher quando é mãe, tem dificuldades de retornar ao mercado de trabalho e acaba empreendendo. É urgente a gente valorizar mulheres, porque além de fazer turnos triplos, quádruplos, tem um enorme potencial de gerar renda", avaliou Natália Pegoraro. 

De acordo com a empreendedora porto-alegrense, as empresas que têm mulheres no quadro de gestão têm mais sucesso do que as que não têm. 

"Pesquisas apontam que empresas que têm pelo menos uma mulher na gestão tem resultado muito melhor do que empresa que só tens homens. Não é só um assunto da moda, são fatos e dados, números que apontam a nossa capacidade. Discutir isso é um dever que a gente tem enquanto empreendedora", conta Natália.

"Infelizmente temos um longo caminho para percorrer. Se as mulheres se ajudarem e se unirem, fortalece. A gente tá numa empresa 100% feminina e fomos desacreditadas, principalmente pelos homens. Na parte de startup e de investimentos também acaba sendo muito masculino, a gente passa por isso", concluiu.