Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Roberto Azevedo: “Esperidião Amin tem a faca e o queijo na mão”

Jornalista comenta possíveis alianças e coligações em Santa Catarina
Por Redação Criciúma - SC, 11/07/2018 - 10:40Atualizado em 11/07/2018 - 11:38
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

Gelson Merisio (PSD) vai hoje a Brasília para mais uma reunião com Esperidião Amin (PP) e João Paulo Kleinubing (DEM). O objetivo é tratar do fechamento da aliança e composição da chapa majoritária. Os três são candidatos ao Governo de Santa Catarina. A majoritária deve ter ainda o ex-governador de Santa Catarina, Raimundo Colombo. Hoje, no Programa Adelor Lessa, o jornalista político Roberto Azevedo comentou o assunto e outros fatos da política estadual.

“Acreditaria hoje, neste momento, na candidatura dele a governador. Mas Amin tem a faca e o queijo na mão para definir se ele é ou não candidato ao governo. Amin tem credibilidade, intenção de votos dita pelas pesquisas, mas Merisio tem vontade e dinheiro. Então fica essa dicotomia. Quem está com o dinheiro tem o poder. Além disso, tem um mérito que não pode se tirar de Gelson Merisio: ele construiu uma pré-aliança ampla e evitou um problema como o do PSDB, a possibilidade real de isolamento. Para muita gente, não dá para conciliar uma candidatura pré-candidatura de Esperidião ao Senado com Raimundo Colombo na mesma majoritária. Um neutraliza o outro. E o risco de isolamento é o que faz o Esperidião Amin levar a decisão até os 49 do segundo tempo com direito a gol impedido e de mão. Mas eu apostaria hoje na candidatura dele ao Governo”, esclareceu Azevedo.