Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Projeto da Celesc cede equipamentos novos para famílias de baixa renda

Refrigeradores, chuveiros e outros itens são fornecidos para 3,5 mil famílias dentro do projeto "Sou Legal, Tô Ligado"
Redação
Por Redação Criciúma, SC, 16/10/2020 - 18:31
Divulgação
Divulgação

A Celesc está levando a 3,5 mil famílias do Sul do estado, refrigeradores, chuveiros com trocadores de calor e lâmpadas LED novos, modernos e que auxiliam o consumo eficiente de energia elétrica. A ação faz parte do Projeto "Sou Legal, Tô Ligado", destinado a clientes cadastrados como baixa renda e que integra o Programa de Eficiência Energética da empresa, focado na sustentabilidade.

Com investimento de R$ 5,3 milhões, essa fase da iniciativa deve ocorrer até fim de dezembro nos municípios de Tubarão, Laguna, Pescaria Brava, Imaruí e Capivari de Baixo.

"O Programa de Eficiência Energética possui diversos projetos com um objetivo comum: proporcionar a economia de energia para o consumidor por meio de substituição de equipamentos ineficientes por mais econômicos, conscientizá-lo sobre o desperdício e o uso correto da energia elétrica", afirma o gerente do projeto, Bruno Clasen.

Cada família recebe um trocador de calor que é ligado ao novo chuveiro de potência reduzida (até 3.600 W), substituindo o antigo e tradicional, com potências que podem chegar a 7.000 W. Dessa forma, a economia de energia no banho pode chegar a 50% e, dependendo dos hábitos de consumo da família, o uso do trocador poderá representar até 20% de redução no custo da fatura de energia.

"O funcionamento do trocador de calor é simples. Em vez da água da caixa ou da rede de distribuição ir direto para o chuveiro, ela segue por uma mangueira e chega a uma plataforma de plástico instalada no chão do banheiro. Acoplada a essa plataforma existe um trocador de calor feito de aço inoxidável que recupera o calor da água quente do banho e aquece indiretamente a água limpa no interior do trocador. A vantagem desse equipamento é que a água chega ao chuveiro já pré-aquecida, com um ganho de 10 a 15ºC. Com isso, o chuveiro precisa de menos potência para aquecer a água", explicou Bruno.

Além desses equipamentos serão substituídas, somente na região de Tubarão, 17,5 mil lâmpadas comuns por lâmpadas de LED, que são mais econômicas. Também está prevista a substituição de refrigeradores ineficientes e com mais de cinco anos de uso, que serão substituídos por um novo, mais eficiente, com Selo Procel de economia de energia. A troca será estabelecida de acordo com diagnóstico energético realizado durante visita técnica ao consumidor pela empresa contratada, onde serão priorizados os equipamentos mais velhos e ineficientes. Esse número pode chegar aproximadamente 250 equipamentos para as regiões que ainda não foram contempladas.

Como funciona o projeto?

O projeto "Projeto Sou Legal, Tô Ligado", é realizado desde 2009, está em sua 3ª edição e está beneficiando cerca de 14 mil famílias em 40 municípios na área de concessão da Celesc. Por meio dele, a Celesc divulga, em parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e com as prefeituras, informações sobre o uso racional e seguro de energia entre os municípios contemplados, que possuem mais de 200 unidades consumidoras.

Até meados de 2021, em todo o estado, serão aplicados R$ 21,2 milhões na distribuição total de quase 14 mil chuveiros com trocadores de calor, 2,5 mil refrigeradores Frost Free de 300 litros e 55 mil lâmpadas de LED. "A expectativa é gerarmos uma economia de quase 5 GWh no consumo de energia elétrica no período de um ano, o equivalente ao consumo médio de aproximadamente 25 mil unidades residenciais durante um mês em Santa Catarina", conta Clasen.

Para participar, o consumidor precisa estar cadastrado como baixa renda na Celesc e estar em dia com o pagamento das faturas de energia. A escolha dos beneficiados é feita após uma avaliação de viabilidade técnica e econômica, realizado pela empresa contratada e a definição dos municípios pela equipe técnica da distribuidora. São contempladas cidades que não participaram das edições anteriores.

A cada visita, os equipamentos antigos (chuveiros, lâmpadas e refrigeradores usados) são recolhidos das residências e descartados de forma ecologicamente correta. "Uma empresa especializada e autorizada pelos órgãos governamentais, faz a coleta, o transporte, a descontaminação e a reciclagem dos materiais, dando um destino correto e sustentável a eles", explica o gerente.