Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Por que as pessoas amam sexta-feira e odeiam segunda?

No Do Avesso, as psicólogas Letícia Zanini e Camila Busarello explicaram estes sentimentos
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 29/06/2018 - 14:26Atualizado em 02/07/2018 - 08:56

Qual o seu dia da semana preferido? Para grande parte das pessoas é sexta-feira, considerada sinal de descanso. O Programa do Avesso recebeu as psicólogas Letícia Zanini e Camila Busarello para falar sobre a síndrome do fim de semana e o famoso sextou. 

As rede sociais contribuem para aumentar este problema, já que fazem com que a pessoa pareça ter uma vida mais interessante do que realmente é. “Também existe a síndrome do fim de semana competitivo, que as pessoas precisam ficar postando coisas nas redes”, disse Camila.

Foto: Luana Mazzuchello


No trabalho, as pessoas perguntam antecipadamente o que seus colegas irão fazer. Alguns acabam mentindo. “Tem pesquisas que comprovam que a produtividade aumenta com amizades no trabalho. Uma das formas de não gostar da segunda é que vai encontrar aquele bruxo, tem muita gente maldosa no mundo corporativo, que é o famoso puxar o tapete. Então quando construímos um ambiente saudável, isso pode ser que ajude a reduzir”, analisou Letícia.

A segunda-feira é considerada um dos piores dias, principalmente na parte da manhã. Letícia contou que pesquisas indicam que muitos ficam decepcionados por utilizar uniformes. “Existem alguns locais que os colaboradores ajudam a escolher modelos”, disse Camila. Tudo isso buscando uma maior satisfação para os funcionários.

A ciência tenta explicar porque a segunda-feira não é um dia muito querido. As mudanças do relógio biológico no fim de semana deixam as pessoas com sono. Alguns acabam se sentido mal em relação a si mesmo, 70% não gostam de seus trabalhos e também apresentam problemas de saúde neste dia.

Foto: Luana Mazzuchello

Confira o Programa do Avesso completo: