Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Plano de Contingência irá nortear o retorno das aulas

Comitês e comissões escolares estão reunidas em formações para a criação do Plano de Contingência, mas aulas presenciais só retornarão se o mapa de risco passar para o amarelo
Vitor Netto
Por Vitor Netto Criciúma - SC, 14/10/2020 - 16:20Atualizado em 14/10/2020 - 17:03
Foto: Divulgação / Arquivo
Foto: Divulgação / Arquivo

Iniciaram na semana passada as formações do governo do Estado para a construção do Plano de Contingência (PlanCon) Municipal para o retorno das aulas. Participam das reuniões o comitê municipal e as comissões escolares da cidade. As atividades seguem até sexta-feira e os dados levantados irão nortear as especificidades de cada escola para a retomada. A partir do dia 19 as escolas poderão retomar as aulas presenciais, mas isso só acontecerá se a matriz de risco da cidade permitir, o que no momento não permite. 

"São formações de 40 horas, que participam o comitê municipal de educação e as comissões escolares, que comprende todas as redes, tanto privadas, públicas, estaduais, sistemas S e ensino superior. Estão sendo analisados e levantando os dados das questões sanitárias e suas especificações, para cada unidade", comentou a secretária de educação de Criciúma, Cristiane Uliana Fretta. 

O PlanCon analisa as escolas de maneira macro, contudo cada unidade tem suas especificidades e terá que adotar as medidas de acordo com a sua realiade. "Cada unidade vai montar o seu plano baseado no plano municipal. O que será analisado em cada uma é a questão sanitária, por exemplo, a realidades escolares, como a quantidade de entradas das escolas, quantidade de alunos, quantidade de professores do grupo de risco. Então cada escola vai se adaptar seguindo o PlanCon do município", explicou. 

Na sexta-feira, depois das 16 horas, uma reunião irá aprovar o Plano de Contingência Municipal. A partir do dia 19 as escolas já estarão abertas, porém as aulas presenciais só iniciarão de acordo com o mapa de risco do estado. "Hoje estamos no estado grave, com o mapa de risco em laranja, que só permite atividades individuais. Se o mapa for para a cor amarela, no risco alto, as aulas podem retornar, seguindo o Plano de Contingência", explicou Cristiane. 

De todo modo, a partir do dia 19 as escolas municipais estarão abertas e atendendo pais e alunos, para atividades individuais, bem como questões administrativas. "Estamos e vamos continuar monitorando o mapa de risco e igualmente continuaremos com as aulas virtuais para atender os alunos", completou. 

Unidades escolares de Criciúma
Afasc - 35 

Escolas Municipais - 67

Escolas estaduais - 19

Educação Infantil Privada - 19
Educação Básica Privada - 18
Ensino Superior - 27
Especialização - 1
Profissionalizante - 8
EJA (Educação de Jovens e Adultos) - 10

Tags: coronavírus