Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

“O que afasta o público é o próprio time”

Rubens Angelotti explica a sua visão pela falta de público nos estádios
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 08/10/2017 - 20:07

Na Som Maior, o presidente da Federação Catarinense de Futebol, Rubens Angelotti, falou sobre os motivos que afastam a torcida do estádio. Antes a presença de público era fundamental para as receitas, hoje vem perdendo destaque.

“O que afasta o público é o próprio time. Quando ele não vem bem o público não vai. A transmissão dos jogos no pay-per-view também colabora para isso”, imagina Angelotti.

Em 2017, lutando contra o rebaixamento o São Paulo tem uma das melhores médias de público da primeira divisão, com mais de 31 mil. Em 2016, na mesma situação, o Internacional teve média superior a 25 mil. Já o Criciúma não chega a três mil por jogo. “O Criciúma fez campanha com ingresso barato, o Avaí fez, o Figueirense fez, o sócio leva dois ou não paga, tudo isso e não acrescentou”, afirma.

Investir na formação de jogadores passa a ser uma boa alternativa para levantar dinheiro. “Todos investem na categoria de base, é uma forma de ganhar e arrecadar recursos”, completou.