Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Nova Veneza pode ter festival de cinema já em 2021

Projeto foi tratado com o secretário Especial da Cultura, Mário Frias, durante passagem pela região
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Nova Veneza, SC, 14/10/2020 - 11:24Atualizado em 14/10/2020 - 11:26
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

A visita do secretário Especial da Cultura, Mário Frias à região trouxe expectativas à Nova Veneza. Em passagem pelo município nessa terça-feira, 13, ele tratou com o Governo Municipal da criação de um festival de cinema semelhante ao que é realizado em Gramado, no Rio Grande do Sul.  “As ideias se convergiram. “No ano passado teve um grupo que nos procurou e tratamos do projeto de um festival nos moldes de Gramado, mas com a realidade de Nova Veneza. Fiz este trâmite, mas era uma iniciativa privada. Eu tinha dado toda a estrutura para que se ele conseguisse, a Secretaria de Cultura faria este processo, só que ele não conseguiu aprovar na Lei Rouanet. E para a nossa surpresa, o Mário Frias lançou a ideia que vinha convergindo com a ideia que a gente tinha. Ficamos maravilhados porque neste projeto tínhamos imaginado como seria, acontecendo perto da Festa da Gastronomia e daí veio a pandemia”, comenta a secretária de Cultura de Nova Veneza, Susan Bortoluzzi Brogni.

Susan ressalta que agora inicia as movimentações para tirar a ideia do papel. “Fiquei imensamente feliz e vem de encontro com o que penso. Agora é um outro processo de estudo para entrar com este projeto através da Lei Rouanet”, comenta.

Projeto da Vila de Nova Veneza

Não foi somente esta a ideia debatida durante a passagem de Frias pela cidade. Autoridades locais também trataram da criação da Vila de Nova Veneza, que seria, conforme Susan, uma ampliação do museu, para que as pessoas mergulhem na história e conheçam a colonização do município. “Apresentamos para eles o projeto da Vila de Nova Veneza que temos há bastante tempo. Estamos em estudo porque envolve terreno onde iremos reproduzir a vila de Nova Veneza da época da colonização para reforçar esta cultura de pai para filho. Esta é uma nova era, de celular e não queremos que a cultura dos antepassados se perca. Queremos que as crianças conheçam a história”, fala.

Para dar encaminhamento, Susan diz que estará em constante contato com a Secretaria Especial da Cultura. “O que é parte da Secretaria de Cultura já estamos alinhando”, pontua.