Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mais uma carreta perdida no Centro de Criciúma (VÍDEO)

Veículo com placas de Foz do Iguaçu acabou se perdendo, quase indo parar na Nereu Ramos
Paulo Monteiro
Por Paulo Monteiro Criciúma - SC, 15/10/2020 - 17:15Atualizado em 15/10/2020 - 17:20
Foto: Beatriz Coan / 4oito
Foto: Beatriz Coan / 4oito

O problema dos caminhoneiros que acabam se perdendo e indo parar na região central de Criciúma vem sendo cada vez mais comum. Na tarde desta quinta-feira, 15, um caminhão com placas de Foz do Iguaçu (Paraná) acabou acessando a rua Coronel Marcos Rovaris, no centro, causando alguns transtornos.

Após quase ir parar na Praça Nereu Ramos, o motorista teve que dar ré até alcançar a Marechal Deodoro - causando um leve transtorno. Já próximo a Avenida Centenário, o caminhoneiro acabou sendo atendido pelo gerente de Operações da Diretoria de Trânsito e Transporte (DTT), Paulo Borges.

“Eu estava ali próximo e vi o caminhão passando. O motorista era um senhor já de idade, deu para perceber que ele estava perdido. Ele falou que o GPS o tinha jogado ali. Acontece que o destino dele era em direção a Siderópolis, então o guiamos até que ele pudesse sair ali pela Álvaro Catão”, declarou Paulo.

Caminhoneiros que se perdem e chegam ao centro de Criciúma vem sendo algo bem frequente. “Não tem um dia sequer que não atendemos algum caminhão que se perde e vai parar ali na Centenário”, disse Paulo. O gerente de Operações ainda reforça que há uma série de placas nos acessos da cidade indicando os locais permitidos para veículos de grandes toneladas.

“Antes da Colmeia Industrial já tem uma placa na via, assim como na saída. Esses casos continuam acontecendo, então colocamos uma placa na Forauto e outra aqui próximo ao BBBowling. Pela Centenário, a última placa que permite veículos de grandes toneladas é na rua Goiás, que sai do lado do terminal da Próspera. Dali para o Centro não é permitido, e os caminhões continuam vindo”, pontuou.