Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

Loja porto-alegrense inova mercado da venda online de vestidos de noiva

Sócia da loja Amor É Simples foi entrevistada no Programa 60 Minutos na última sexta-feira
Heitor Araujo
Por Heitor Araujo 08/03/2020 - 15:01

A falta de vestidos de noiva simples e acessíveis no mercado virtual estimulou um grupo de empreendedoras de Porto Alegre a explorar um novo nicho. Em 2014, fundaram a loja Amor É Simples, voltada à venda de vestidos de noivas de fabricação própria pela internet. Natália Pegoraro, uma das criadoras do negócio, deu entrevista ao Programa 60 Minutos, da Rádio Som Maior, na última sexta-feira, 6.

"A gente criou a empresa porque duas das sócias, eu uma delas, fomos casar e não achamos online e em loja física vestidos de noiva que fossem leves, bonitos e confortáveis, mais simples e com preços mais atrativos. A moda noiva ainda é muito pesada, glamourosa e nossos estilos não condiziam. Aí estava o nicho de mercado", explicou Natália. 

Sem experiência no ramo empresarial, cada uma das sócias colocou dinheiro do bolso para a criação da loja virtual. "Todo mundo dizia 'vocês são loucas, ninguém vai comprar online', mas a gente sabe que cada vez mais tem sim noiva que faz tudo online. Mas pelo tipo de produto, da noiva querer saber o caimento, por exemplo, a gente tem a preocupação dos ajustes finais", apontou a empreendedora.

Para solucionar os possíveis problemas que a noiva teria ao comprar online, a loja fez parceria com costureiras em diversas cidades, abrindo a possibilidade para os ajustes. Em quase seis anos de existência, a loja já vendeu mais de 2 mil vestidos. "Quando a gente criou, não tinha quem vendesse vestido simples online no Brasil. A gente criou esse nicho. Pesquisamos sites internacionais que vendiam", conta Natália.

Como todo o novo empreendimento, o começo foi de contornar problemas, especialmente de fundos. "Começamos com pouco dinheiro, não tínhamos como comprar grande estoque de tecido. Perdemos modelos lindos de vestido por não ter as rendas mais para fazer. Acho que são problemas que todo o pequeno empreendedor tem", diz a empresária.

"A gente vai sendo resiliente, aprendendo com os erros. Hoje a cliente pode ir no site, fazer uma compra padrão e também falar com nosso atendimento para customizar, a gente entende o que a noiva quer e entrega mais personalizado, com qualidade de ateliê e preço acessível", concluiu.