Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Líder de organização criminosa e dono toneladas de droga é preso em Laguna

No local foram encontrados R$ 30 mil em espécie. Operação contou com policiais de Chapecó
Por Redação Laguna - SC, 21/09/2019 - 17:12Atualizado em 21/09/2019 - 17:16
(foto: Divulgação/Polícia Civil)
(foto: Divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil prendeu um homem apontado em investigações como líder de uma organização criminosa envolvida com o transporte de toneladas de drogas, em Santa Catarina, e Mato Grosso do Sul. O homem, de 39 anos, natural de São Miguel do Oeste, foi capturado em Laguna, na sexta-feira, 20, por policiais civis de Chapecó e de Laguna.

A ação foi dentro da 9ª fase da Operação Woodstock Condá coordenada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Chapecó, com o apoio de policiais civis de Laguna e região. O investigado foi preso em um sítio no bairro Perrexil. Ele tinha prisão preventiva decretada. 

Também foram cumpridos três mandados de busca e apreensão em endereços da cidade, sendo apreendidos no sítio em que o homem estava uma pistola 9mm, maconha e R$ 30 mil. O trabalho contou com o canil de Chapecó. O homem foi autuado em flagrante por tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo.

“Ele pode ser considerado um dos maiores traficantes do Estado e possivelmente do Sul do País. Organizava financiamento, logística, transporte e distribuição de toneladas de maconha a partir de Ponta Porã, no Mato Grosso do Sul (fronteira do Brasil com o Paraguai). Após investigações de dois meses, logramos êxito em obter provas de que lidera organização criminosa, transporte e tráfico de toneladas de drogas e armas de fogo”, afirma o delegado da DIC de Chapecó, Rodrigo Moura, destacando a importância da prisão como uma das principais já feita pela DIC.

Entre os carregamentos atribuídos a ele, conforme o delegado, estão o de 5,3 toneladas de maconha apreendidas em Rancho Queimado, em abril deste ano, e outro de 5,6 toneladas de maconha e cocaína recolhidas em Caarapó (MS), em dezembro de 2018.

Woodstock: 56 prisões

Realizada no Oeste catarinense desde 2018, a Operação Woodstock Condá já conta com 56 pessoas presas por tráfico de drogas, associação para o tráfico, posse e porte de armas e integração de organização criminosa em SC.