Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Governador aponta prioridade para a Interpraias

Carlos Moisés admite projeto, cita necessidade de interligar praias e afirma que "está no radar do governo"
Denis Luciano
Por Denis Luciano Nova Veneza, SC, 16/09/2019 - 16:58Atualizado em 16/09/2019 - 17:04
Um trecho da Interpraias entre Jaguaruna e Laguna / Divulgação
Um trecho da Interpraias entre Jaguaruna e Laguna / Divulgação

Um velho sonho do litoral sul catarinense voltou à tona. Em passagem por Criciúma e Nova Veneza, na sexta-feira e sábado, o governador Carlos Moisés admitiu que o projeto da construção da Interpraias está ativo no atual governo. "Não temos dúvida que é uma obra importante, ela precisa se conectar ao restante da SC-100", afirmou. "Eu quero que saia. Como não sou governador de fazer promessas, essas obras estão elencadas na secretaria para, na oportunidade em que liberar recursos e financiamentos, estão elencadas como prioridades", frisou Moisés.

O governador reforçou que a Interpraias está sim nos planos da sua gestão. "Eu conheço a demanda da SC-100, sei da importância de interligar essas regiões, hoje utilizamos até balsas para transpor, é uma verdadeira Interpraias. Isso está no nosso radar", comentou. "Está no radar do governo mas não fazemos anúncio precipitado, vamos colocar em projeto de governo para poder gerar desenvolvimento para aquela região", emendou.

Mas Moisés ponderou que ainda não há orçamento para garantir qualquer anúncio. "Como não fazemos promessas, viemos para anunciar obras, temos um pacote para Santa Catarina e vamos fazendo conforme o orçamento permite. As novidades não param por aqui", garantiu, deixando uma esperança no ar.

Acompanhando o governador na agenda no sul, o secretário-adjunto de Infraestrutura do Estado, major Tiago Vieira, confirmou que há estudos para viabilizar a rodovia. "Está mapeado como prioridade e estamos trabalhando sim. Tão logo seja possível estaremos entregando essa demanda para a comunidade", destacou.

A última versão

Os estudos mais recentes do Governo do Estado para a Interpraias são do primeiro semestre de 2017. Na ocasião, o deputado estadual Luiz Fernando Vampiro era o secretário de Estado da Infraestrutura e não negava a intenção de tornar a rodovia realidade, com 139 quilômetros ligando Passo de Torres a Laguna, passando por Balneário Gaivota, Balneário Arroio do Silva, Araranguá, Balneário Rincão, Jaguaruna e chegando em Laguna. “Lançaremos um trecho da Interpraias entre Passo de Torres e Sombrio”, anunciou em março de 2017 o então governador em exercício, Eduardo Pinho Moreira.

A obra não avançou, mas na sua despedida do cargo, em março do ano passado, o então secretário Vampiro reforçou que o projeto estava remodelado, intitulado Caminhos do Mar, e que havia uma liberação para licitação. Mencionou que o novo projeto, diferente da antiga Interpraias, não exigiria desapropriações por se tratar de um modelo de menor impacto, vetado para caminhões pesados e com ciclofaixas laterais, nos moldes do trecho inaugurado em dezembro de 2017, no acesso ao Farol de Santa Marta.

O traçado sugerido começa com parte da SC-485 entre Passo de Torres e Sombrio, alcançando depois a SC-449, no Arroio do Silva, e avançando a um terceiro lote até a SC-445 no Rincão, com a quarta etapa compreendendo entre o Rincão e o Arroio Corrente, em Jaguaruna. Daí por diante, a Interpraias já está pavimentada e em uso até Laguna.

Confira também:

 

Interpraias, agora Caminhos do Mar, avança ainda neste ano