Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma e Chapecoense não saem do zero em jogo fraco

Jogadas possíveis de gol cabem em uma mão
Erik Behenck
Por Erik Behenck Criciúma - SC, 25/01/2018 - 00:39Atualizado em 25/01/2018 - 00:47
(foto: reprodução)
(foto: reprodução)

O Criciúma recebeu na noite de quarta-feira (24) a Chapecoense, em partida válida pela segunda rodada do Campeonato Catarinense. O jogo foi equilibrado, terminando em empate por 0 a 0, benéfico para os visitantes, que chegaram aos sete pontos.

Disputando dois jogos seguidos em casa, o Tigre somou quatro pontos e ocupa a 5ª posição. A equipe comandada por Lisca volta a campo no domingo (28), visitando o Tubarão, às 19h30min. A Chapecoense caiu para a segunda colocação, e também no domingo, recebe o Joinville.

Primeiro tempo

O primeiro tempo foi fraco sem emoção. O maior destaque ficou por conta do atacante Mailson, que cometeu cinco faltas em poucos minutos, mas ficou livre do cartão amarelo.
A melhor, e talvez a única chance de perigo, foi da Chapecoense, aos 28 minutos, após Guilherme fazer boa jogada e arriscar de fora da área, a bola saiu a direita do gol de Luiz.

O Tigre até teve uma oportunidade, em falta na entrada da área. Sem Carlos Eduardo e Alex Maranhão, a cobrança ficou por conta de Wallacer, que bateu muito mal, rasteira, na barreira.

Segundo tempo

O segundo tempo foi melhor, com as equipes trocando ataques. A primeira chegada com perigo foi aos 7 minutos, quando Lucas Coelho quase marcou para o Criciúma. O time carvoeiro chegou de novo aos 11, impedido, Caio tocou para o gol, prontamente anulado.

A Chape atacou com perigo aos 29, Wellington Paulista, na pequena área, mandou para o gol, mas Luiz salvou. Aos 34 uma bela jogada de Douglas Moreira para o Criciúma, passando por quatro marcadores, mas na hora da conclusão acabou pecando.

O árbitro deu três minutos de acréscimo, e ficou nisso 0 a 0, com pouco futebol e jogo truncado.