Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Criciúma: Diretoria de Meio Ambiente atualiza mapeamento de nascentes do município

Até então, um terço dos bairros da cidade já foram cadastrados no projeto
Por Redação Criciúma, SC, 04/07/2022 - 21:13
Foto: Arquivo/ Decom
Foto: Arquivo/ Decom

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Com o objetivo de disponibilizar à população o mapa de nascentes e os cursos d'água atualizados do município, a Diretoria de Meio Ambiente de Criciúma desenvolveu o Projeto Águas. O estudo está sendo elaborado por um geólogo do município, juntamente de uma equipe capacitada. Até então, 29 bairros de Criciúma já foram cadastrados no projeto, que é pioneiro na região Sul do Estado. Os mapas dessas localidades, que correspondem a um terço dos bairros do município, já estão disponíveis no site da prefeitura (criciuma.sc.gov.br/site/meioambiente.php?id/47#conteudo).

Segundo a diretora de Meio Ambiente, Anequésselen Bitencout Fortunato, nos 29 bairros do município foram identificadas 31 nascentes, sendo que em estudos antigos haviam sido localizadas 62. "É muito importante manter esse estudo atualizado para contribuir na preservação das áreas do município. Os mapas serão disponibilizados no site da prefeitura conforme o andamento do estudo", destacou.

O projeto está no Plano Municipal de Desenvolvimento Econômico, que se tornou lei no ano passado. O mapeamento de nascentes deve trazer mais segurança a empreendedores que pretendem construir em Criciúma. Segundo o diretor de Desenvolvimento Econômico, Tecnologia e Inovação de Criciúma, Aldinei Potelecki, o mapeamento deve facilitar a visualização de áreas que podem ser construídas, isso deve atrair ainda mais investidores para a cidade. "O nosso antigo mapeamento já estava defasado, por isso foi adicionado ao Plano de Desenvolvimento. O projeto deve auxiliar tanto os empreendedores que pretendem construir na cidade, quanto a população em geral", afirmou.

Conforme o Código Florestal (Lei 12.651/2012), é proibido construir nas margens de cursos da água urbanos. É obrigatório ainda, manter uma distância de 30 metros de rios, córregos e nascentes. Segundo o arquiteto e urbanista, Giuliano Elias Colossi, o mapeamento é essencial para quem procura o lugar ideal para construir. "Os mapas ajudam muito, pois efetivamente informam a real situação do imóvel, quando há existência ou não de cursos d'água", ressaltou.

Entre os bairros em que o mapeamento já foi realizado estão Ana Maria, Bosque do Repouso, Jardim das Paineiras, Pedro Zanivan, Renascer, São João, Recanto Verde, Michel, Fábio Silva, Milanese, Jardim Angélica, Jardim Maristela, Progresso, Vila Manaus, Boa Vista, Brasília, Imperatriz, Liberdade, Lote Seis, Cidade Mineira Nova, Paraíso, Santa Augusta, Santa Bárbara, São Francisco, Tereza Cristina, Vila Francesa, Pio Corrêa, Vera Cruz e Cidade Mineira Velha.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito