Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
140 Motivos

Cp 24: Os morros de Criciúma

POR Archimedes Naspolini Filho Criciúma, SC, 24/10/2019 - 07:37Atualizado em 10/11/2019 - 20:13

Motivos para amar esta cidade? Temos muito mais do que 140. Amo Criciúma pela história bonita dos bravos ítalo brasileiros que cultivam mais de 600 hectares de banana, no Morro Albino e no Morro Estevão e mais duzentos hectares na Colonial e Morro da Cruz, conforme me informou o engenheiro agrônomo Márcio Sônego. Amo Criciúma, pela presença das fábricas de coisinhas pequenas, como aquela que nos oferece grampos para prender roupas ao varal, localizada ali, na Metropolitana. Amo Criciúma, pela presença de teimosas costureiras e teimosos alfaiates que se responsabilizam pela confecção de roupas femininas e masculinas para uma porção de gente que não gosta da produção industrial de sua vestimenta.

Amo Criciúma, por causa da Missa dominical, na catedral nas igrejas matrizes e em tantas capelas que cobrem o seu perímetro. Em Criciúma essa tradição vem desde a sua fundação, quando a reza do terço, domiciliar, fazia as vezes da santa missa. Enfim, os motivos para amar este pedaço de Santa Catarina às portas do seu sesquicentenário.

Amanhã trarei outras razões que me fazem amar Criciúma – aurora vibrante de uma nova e feliz geração - que completará 140 anos dia 6 de janeiro de 2020.