Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Aos 56 anos, a nova fase do São João Batista

Hospital, fundado pela família Guglielmi nos anos 60, foi arrendado por vinte anos pela Unimed
Denis Luciano
Por Denis Luciano Criciúma, SC, 11/09/2019 - 14:02Atualizado em 11/09/2019 - 18:05
Divulgação
Divulgação

A direção da Unimed Criciúma anuncia oficialmente nesta quinta-feira, 12, em entrevista coletiva às 10h, o arrendamento por vinte anos do Hospital São João Batista. O negócio vinha sendo articulado nos últimos meses e o martelo foi batido, conforme antecipou o jornalista Adelor Lessa nesta quarta na Rádio Som Maior.

Fundado em 1º de agosto de 1963, o São João Batista nasceu de uma ideia do empresário Santos Guglielmi, em uma época em que a região ainda carecia de complexidade e apresentava demandas crescentes em saúde, em função principalmente das consequências da mineração na saúde dos trabalhadores e da população em geral. A cidade contava apenas com o Hospital São José, dos anos 30, e o Hospital Santa Catarina, inaugurado em 1960, dava seus primeiros passos, ainda incipiente.

Entre altos e baixos na gestão, na condição para atender e na capacidade de investimentos, o São João Batista também soube ser pioneiro em sua trajetória. Em 1998, coube a ele a aquisição da primeira máquina de hemodinâmica de toda a região, passando a ser referência em cardiologia, liderança que mantém até os dias atuais. Para dar conta do serviço, passou a ser o primeiro e único serviço regional com cardiologist de plantão, em tempo integral. Foi desta época, também, um maciço investimento em estrutura para exames e procedimentos cardiológicos.

Outra referência para o São João Batista nos últimos anos foi a implantação de um bem sucedido serviço de partos humanizados, com grande procura. Uma ampla equipe multidisciplinar dá conta dos atendimentos em diagnósticos por imagem, laboratório, consultórios médicos e posto de enfermagem no pronto atendimento e constante investimento em tecnologia.