Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui

“Ao povo pertence e ao povo ficará”

Presidente da Associação de Moradores da Santa Barbara sobre rejeição venda de praça para construção de escola adventista
Por Clara Floriano Criciúma - SC, 13/10/2017 - 10:04Atualizado em 13/10/2017 - 10:05

Em reunião que aconteceu na última quarta-feira (11), os moradores do bairro Santa Barbara, em Criciúma, rejeitaram a proposta do governo de Criciúma de vender o terreno da Praça para construção de uma escola adventista. Os moradores se mostraram bastante insatisfeitos com a proposta. A reunião teve a participação de 250 pessoas.

“Para a minha surpresa nós tivemos pessoas de Içara e mais de 15 bairros de Criciúma. Porque as pessoas estão entendendo que os espaços são públicos são importantes. O nome já diz, é público, é do povo. Ao povo pertence e ao povo ficará”, contou o presidente da Associação de Moradores do Bairro Santa Barbara, Émerson Teixeira.

O presidente conta que os últimos 20 dias, antes da reunião, foram difíceis e complicados, com muita fofoca e muita bobagem. “Eu cheguei a vender o terreno duas vezes e votei na Câmara de Vereadores, para se ter uma ideia. Então assim, impressões não assustam. Críticas e elogios fazem parte da vida da gente. As partes envolvidas foram consultadas. A gente ouviu as partes e aí as pessoas fizeram abaixo assinado. A decisão foi uma questão de diretoria. O que o povo dissesse a gente (diretoria) iria acatar”, detalhou.

Teixeira conta que a revitalização da praça poderá ficar por conta dos moradores. “A comunidade deu a brecha que eu precisava, cobrou do prefeito para não fazer a escola. Porque um cidadão consciente consegue mudar o país. Os próprios moradores querem cuidar daquele espaço. Fazer parceria com o próprio municípios, com a Afasc e com colégios. Para fazer um ajardinamento, porque aquele espaço é público”, disse.

Em primeira mão, Teixeira contou que há algum tempo está negociando para realização de um projeto naquele espaço. “Estou conversando com uma pessoa faz alguns dias, antes da reunião, tenho reunião semana que vem com a pessoa para que aqueles dois espaços esportivos sejam tomados por um projeto esportivo. Já conversei com a Magda Lalau e estamos vendo para conciliar as três agendas. Então as pessoas podem esperar aquele estado revitalizado”, revelou.