Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A volta das aulas presenciais em Criciúma

Alunos da Rede Municipal voltaram às salas nesta quarta-feira
Marciano Bortolin
Por Marciano Bortolin Criciúma, SC, 21/10/2020 - 08:42Atualizado em 21/10/2020 - 09:18
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Alunos da Rede Municipal de Ensino de Criciúma retornam às salas de aula nesta quarta-feira, 21, com atendimento individual e prioritário para quem não teve acesso às atividades remotas e impressas

A medida é válida enquanto persistir a cor laranja (risco grave) na matriz de risco de contaminação do coronavírus, estabelecida pelo Governo do Estado. “Primeiro pensamos na saúde dos alunos e profissionais. Todos os EPIs estão nas unidades escolares. A portaria do Governo do Estado permite que apenas atividades individuais sejam realizadas. A portaria 750 prevê que sejam criados comitês e comissões escolares e para isso, dentro esta portaria, existe um termo de responsabilidade na qual cada mantenedora pode se comprometer a colocar todo o plano de contingência, mesmo ele não estando todo terminado. Estamos voltando com todos o critério, a portaria foi publicada e sabia-se que este período de montagem do plano não seria um tempo hábil, então Criciúma já protocolou junto ao comitê e as unidades escolares farão todas as ações sanitárias para voltar com segurança”, falou a secretaria Municipal de Educação de Criciúma, Cristiane Fretta em entrevista ao programa Adelor Lessa da Rádio Som Maior.

Confira também:

Educação municipal de Criciúma volta parcialmente nesta quarta (VÍDEO)

Ela disse ainda que o plano de contingência não está finalizado e pode sofrer mudanças com o recebimento dos alunos nas escolas. “Estamos atendendo as crianças e no atendimento eu vou ver que de repente realizei alguma ação que não é daquele jeito, então vou alterar o plano. Conseguimos alterar, não é algo que tem que estar pronto. Para ele ser efetivo o início desta retomada também é positivo. Colocar no papel é fácil quero ver a partir do momento que conseguimos cumprir as medidas sanitárias”, explicou.

Todos os alunos terão a temperatura aferida, receberão máscaras, além da disponibilização de álcool gel e o distanciamento das carteiras em sala de aula. “Tem o lado da saúde, mas precisamos pensar nas crianças, precisa ter o olhar do professor. A escola também funciona como uma rede de apoio. Tem muita criança precisando do olhar do professor”, concluiu.