Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O ataque tricolor é mais forte no primeiro tempo; já a defesa piora na segunda etapa

Dos 37 gols marcados, 21 foram nos primeiros 45 minutos; dos 30 gols sofridos, 19 foram na etapa final
Por Enio Biz 26/10/2023 - 17:47 Atualizado em 26/10/2023 - 17:58

Faltando cinco jogos para terminar a Série B do Campeonato Brasileiro, o Criciúma aposta no fator casa para chegar com força em busca do acesso. Serão três jogos no Estádio Heriberto Hülse (Sampaio Corrêa, ABC e Botafogo/SP) e dois fora (Guarani e Novorizontino). Como mandante, o Tigre tem um aproveitamento de 70,8%. Já como visitante, o aproveitamento cai para 39,2%.

Em 33 jogos até aqui, o ataque do Criciúma é o sétimo melhor da competição: 37 gols marcados. A defesa também ocupa a sétima posição de mais vazada: 30 gols sofridos. O Tigre é mais eficiente em fazer gols no primeiro tempo. Dos 37 marcados, 21 foram na primeira etapa. Já dos 30 gols tomados, 14 foram nos primeiros 45 minutos. No segundo tempo, o ataque marcou 13 gols e a defesa sofreu 19.

O maior número de gols ocorreu nos primeiros 15 minutos do primeiro tempo: oito. Já nos 15 minutos finais da primeira etapa foram sete gols marcados, e entre 16 e 30 minutos do primeiro tempo: seis gols feitos.

Na segunda etapa, o maior número de gols marcados foi nos primeiros 15 minutos: sete no total.

Com relação a gols sofridos, a defesa levou 10 gols nos primeiros 30 minutos do primeiro tempo. Já na segunda etapa, sofreu o maior número de gols, oito, entre 16 e 30 minutos.

O desafio da comissão técnica é melhorar a média, tanto da defesa, quanto do ataque, se quiser chegar ao acesso à Série A do Campeonato Brasileiro.

O próximo desafio será sábado (28) contra o Sampaio Corrêa. Um treinamento com portões fechados foi realizado na tarde desta quinta-feira (26), no Estádio Heriberto Hülse.

A tendência é o time que entrou em campo contra o CRB ser mantido, com excessão do zagueiro Walisson Maia, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Rayan deverá ser o substituto. Hygor não treinou na quarta-feira (25), no CT Antenor Angeloni. Estava sentindo um desconforto após levar uma pancada no jogo de Maceió. Se tiver recuperado, Hygor deverá permanecer como titular. Caso contrário, Fabinho retornaria a equipe.

O último trabalho antes de encarar o Sampaio Corrêa está marcado para a manhã desta sexta-feira (27), no CT Antenor Angeloni.

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito