Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

História, cultura e carvão: As potencialidades do turismo de Criciúma  

O município está investindo para se transformar em um polo turístico no Sul do Brasil
Por Giovana Bordignon Edição 24/06/2022
Foto: Divulgação/ Decom
Foto: Divulgação/ Decom

Há algum tempo, a principal fonte econômica criciumense deixou de ser à base do carvão e passou a explorar outros setores. Entre a serra e o mar, Criciúma possui uma localização privilegiada para negócios e para o turismo. Nos últimos anos, o município está investindo para se transformar em um polo turístico no Sul do Brasil. Cercada por parques, museus e locais históricos, a cidade vem ganhando destaque a nível nacional.

Segundo o diretor de Turismo da Fundação Cultural de Criciúma (FCC), Ismail Ahmad, o planejamento é que Criciúma, dentro de alguns anos, venha a ser a cidade turística não-praiana mais importante do estado. “Sabemos que é uma meta ousada e que demanda tempo, mas a gente vai atrás, buscando chegar nesse patamar. De, aproximadamente, um ano para cá, a cidade tem investido e buscado esse diferencial”, comentou.

O município sempre teve o turismo como uma das opções de desenvolvimento econômico. A partir do ano passado, o prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro, passou a investir no setor. Hoje, o turismo gera cerca de 300 empregos diretos e dois mil indiretos na cidade. E, para Ahmad, o segmento vem para somar.

Foto: Praça do Congresso / DECOM

“O turismo tem uma peculiaridade muito grande, o que é bom para o turista é bom para o cidadão também. Então, quando a gente faz algum investimento para favorecer o turista, a população como um todo também se beneficia com essas melhorias que a cidade recebe”, ressaltou. Como uma prática que preza pela preservação e sustentabilidade, o setor complementa as demais atividades econômicas.

“O carvão dando certo, favorece o turismo de negócios, se os eventos estão dando certo, favorece a vinda de turistas, se tem uma gastronomia forte, as pessoas vêm para curtir essa gastronomia, se a cidade está limpa e arrumada, as pessoas vêm para curtir a cidade”, salientou Ismail. “Isso é uma coisa que o turismo faz muito bem, ele se apropria de outras atividades que estão dando certo”, completou.

Parques são o maior foco turístico

O título da cidade dos parques não é à toa. Criciúma possui três em locais estratégicos: o Parque das Nações Cincinato Naspolini, na região da Próspera, Parque Municipal Prefeito Altair Guidi, no bairro São Luiz, e Parque dos Imigrantes, no Rio Maina. Os três espaços são uma imersão na história do município e uma homenagem aos imigrantes que constituíram essas terras, cada um com suas peculiaridades.

Foto: Parque das Nações Cincinato Naspolini / DECOM

“O Parque das Nações com passeio de trenzinho e o Centro de Convivência da Terceira Idade (CCTI), o Parque Altair Guidi com o Skate Park e o Parque dos Imigrantes com a atafona. São as marcas e características do parque, além de toda a parte estrutural que eles têm, com pistas de caminhada, praças poliesportivas e locais para eventos”, enalteceu o diretor de Turismo.

Foto: Parque Municipal Prefeito Altair Guidi / DECOM

Os três locais atraem diversos olhares e públicos, onde as pessoas vão para passear, fotografar, se divertir ou usufruir dos equipamentos oferecidos. A evidência do segmento está atraindo grandes competições esportivas, como a STU National. No início do ano, Criciúma abriu, pela segunda vez, a disputa na modalidade de skate com grandes nomes, inclusive, medalhistas olímpicos.

Foto: Parque dos Imigrantes / DECOM

Carvão ainda é carro-chefe no município

Além dos locais de lazer, a cidade carbonífera possui a única mina de carvão aberta para visitação da América Latina. O atrativo leva o turista a conhecer a exploração do carvão mineral. “Nosso principal ponto turístico é a Mina de Visitação Octávio Fontana. E o mirante que está vindo aí, interligando a mina, vai ser mais ainda o nosso produto-estrela”, contou Ismail.

Foto: Mina de Visitação Octávio Fontana / Divulgação

Projeto inédito em todo o mundo

Para incentivar ainda mais o setor, a Administração Municipal está com mais projetos na área. O município terá a construção do Mirante Realdo Santos Guglielmi, localizado no Morro Cechinel, com mais de 30 metros e que vai permitir uma visão 360° da cidade. E a Mina de Visitação será interligada com o novo mirante. O projeto, que prevê uma experiência inédita para o visitante, é denominado “Monte do Saber”.

Com uma área de 71 mil m², o local abrigará a mina, o mirante, que vai contar com um elevador panorâmico, uma plataforma de vidro e praça gastronômica, e, no alto do Morro Cechinel, há o projeto de implantação do Planetário Municipal e uma réplica do Parque Stonehenge, da Inglaterra.

Foto: Projeto do Mirante Realdo Santos Guglielmi / Divulgação / 4oito

A ligação entre os dois pontos turísticos terá um túnel de um quilômetro de extensão e 100 metros de profundidade. Já quando o visitante chegar no mirante, o acesso à superfície será feito por meio do elevador. A obra de ampliação foi orçada em R$ 18 milhões, sendo que R$ 15 milhões é proveniente do Governo do Estado, por meio do Plano 1000.

“O mirante deve ficar pronto no início do ano que vem. E ali vai ser todo um complexo”, disse o diretor. “Não temos conhecimento de nenhum outro projeto como esse no mundo, é um projeto bem exclusivo. Como esse nosso aqui, creio que não tenha em nenhum outro lugar no mundo”, completou.

Município cheio de histórias para contar

Além disso, os locais históricos são pontos de visitas à cidade, como o Museu Augusto Casagrande, o Memorial Casa do Agente Ferroviário, a Gruta Nossa Senhora de Lourdes, o Parque Ecológico Municipal José Milanese, a Casa da Cultura Neusa Nunes Vieira, o Monumento do Mineiro, o Centro Cultural Jorge Zanatta, entre outros. “Nossa cultura tem uma variedade muito grande de produtos”, pontuou Ismail.

Foto: Centro Cultural Jorge Zanatta / DECOM

CAT completa seis meses

Com o objetivo de recepcionar a população que busca conhecer a cidade, o Centro de Atendimento ao Turista (CAT) foi inaugurado no início de novembro do ano passado pelo Governo do Município, por meio da FCC. Localizado no hall do Parque das Nações Cincinato Naspolini, no bairro Próspera, o espaço tem uma estrutura que reúne, em um único local, todas as informações referentes ao turismo do município.

Foto: Centro de Atendimento ao Turista (CAT) / Jhulian Pereira

Os visitantes podem ter acesso a materiais de divulgação de todos os pontos turísticos, vídeos institucionais, além de informações sobre estadia e alimentação. Segundo o diretor, a localização também foi pensada para facilitar o contato com o turista. “O hall do Parque das Nações, onde já funciona a administração do espaço, fica bem próximo à Via Rápida, que é um dos principais pontos de acesso à cidade”, destacou.

Atividades programadas

Além de ser referência nas informações voltadas ao turismo, o CAT deve receber ainda exposições artísticas, em uma programação organizada pela Fundação Cultural. E o espaço será utilizado, também, para qualificar os profissionais que atuam no setor. Cursos de capacitação e treinamentos voltados a profissionais do segmento serão realizados no local.

Foto: Centro de Atendimento ao Turista (CAT) / Jhulian Pereira

“O Centro completou seis meses de atividade no dia 5 de junho. Temos recebido turistas de várias regiões do país. Agora em julho começaremos a implementar uma série de atividades no CAT para aumentar ainda mais esse fluxo de pessoas, fazer com que os próprios cidadãos da região conheçam o CAT também”, explicou.

Turismo on-line

Criciúma conta ainda com um site que apresenta o turismo da cidade. A página tem como objetivo reunir todas as informações voltadas para o setor, como hospedagem, lazer, restaurantes, pontos turísticos, transporte, entre outras.

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito