Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"O importante é não parar de querer", diz Lulu Santos

Músico que se apresenta em Criciúma na próxima semana fala sobre sua carreira e espetáculo "Canta Lulu"
Por Redação Criciúma - SC, 22/05/2018 - 08:14Atualizado em 22/05/2018 - 10:54

A praticamente duas semanas do show Canta Lulu em Criciúma, todos os ingresso estão esgotados. A comemoração do aniversário de 60 anos da Rede Angeloni, em parceria com a Rádio Som Maior FM, não poderia ser melhor. Lulu Santos se apresenta no AM Master Hall na noite do dia 2 de junho. O músico concedeu entrevista ontem aos jornalistas Adelor Lessa, Arthur Lessa e Pity Búrigo. Ele falou sobre sua carreira, sobre o The Voice Brasil e sobre como será o show na cidade do extremo sul catarinense.  

“É interessante que comecei em rádio, durante 30 anos da minha carreira eu fui abençoado por um espaço grande no rádio. Então, tenho uma quantia enorme de hits radiofônicos. E com o que a internet causou nos 15 a 20 anos, aparece a televisão, também no momento em que a televisão também vai sofrer influencias e absorção do mundo digital. É interessante ver como tempo vai passando e eu acabo sendo representado na mídia que é mais recorrente neste momento”, explicou.

Carreira

O músico contou sobre seu tempo de estrada e como busca se manter atual. “Acho que tempo é o que a gente tem na vida é o grande bem. Temos que fazer as pazes com o tempo. E saber utilizá-lo e passar por ele é o grande mistério da coisa. É o que faz o tempo que você tem valer a pena. Ninguém sabe quanto tempo tem pela frente”, afirmou.

Quando questionado se ainda falta algo em sua carreira, Lulu respondeu: “Eu não sei dizer agora. Estou tão imerso no que estou fazendo agora. O show que vou fazer em Criciúma é talvez o 10º da minha turnê. Estamos apenas começando a turnê e é muito importante o que estamos fazendo agora, porque essa turnê cumpre o papel de divulgar o disco que fiz no ano passado. Não sei se tem um projeto imediatamente agora. Para mim agora o projeto é o show Canta Lulu! representando o disco Baby Baby!, este é o gancho”.

Já sobre realização profissional, Lulu Santos afirmou que se sente “parcialmente realizado”. “Nunca inteiramente. Inteiramente é quando a gente para de querer. O importante é não parar de querer”.

Ainda em relação a sua carreira, Lulu lembrou seu início no rock progressivo e disse que traz uma lição com isso. “Provavelmente a lição de nunca mais repetir aquilo porque era amador, inconsistente e, francamente, imaturo. Eu não conheço música que não é comercializada. Até música clássica é comercial”, afirmou.

The Voice Brasil

Lulu falou sobre sua relação próxima com os candidatos do The Voice Brasil, reality show musical que teve a participação da cantora criciumense Gabriela Ferreira. “Eu tenho relação estreita com todos os candidatos, porque a gente é tanto o técnico que alimenta, ampara e até protege, como sempre nos cabe o papel de escolher um ou outro e acabamos sendo algoz. Dá uma dor no coração e a gente não se acostuma. Mas esse é o resultado da democracia”, afirmou.

Cenário musical atual

Com a ascensão da internet e das redes sociais, muitos artistas novos que antes não teriam visibilidade conquistam seu espaço. Ao mesmo tempo que as portas são abertas, há quem diga que falta qualidade. “Não me cabe julgar qualidade, não gosto de atribuir grau de qualidade. Acho que a democratização dos meios aumenta a oferta. E é uma missão de quem consome ser mais seletivo ou menos. Não cabe a mim dizer. A escolha é de cada um”, afirmou.

Para Lulu o cenário musical brasileiro é atualmente muito diversificado. “Há muito tempo a música brasileira não tem uma diversidade tão grande. Tem para todos os gostos”, comentou.