Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Comprador é quem compra, cliente é quem volta

A relação entre clientes e o atendimento de sua empresa é muito importante, mas só no discurso?
Claiton Pacheco Galdino
Por Claiton Pacheco Galdino 26/03/2019 - 09:00Atualizado em 26/03/2019 - 09:17

Quando um cliente pensa no produto ou serviço que você vende pensa em sua empresa sempre em primeiro lugar?

Não há convergência maior, em se tratando em gestão empresarial quanto a que cerca o atendimento.

É unânime, entre todos os empresários de qualquer porte ou segmento, a certeza da importância do atendimento para qualquer negócio também de qualquer porte ou 
segmento. 
Com certeza inúmeros empresários ao serem questionados sobre o tema discorrerão sobre a importância do atendimento para suas empresas.

Muitos dirão o quanto que um mal atendimento pode ser catastrófico para o negócio.
Mas de fato quantos empresas de fato investem nesta jóia que é o atendimento? E na sua melhoria continua?


Se atendimento é como falam de tal importância por que não é medido e gerenciado? Afinal, o que não se mede não se gerencia, como diz Vicente Falconi Campos.


A satisfação dos clientes é algo tão essencial na sustentabilidade dos negócios que o seu acompanhamento deveria ocupar lugar de destaque na agenda dos gestores.
As empresas que não monitorarem seu atendimento e a conseqüente satisfação dos clientes com ele irão desaparecer. Pode demorar alguns anos, mas irão.

As empresas não entendem que comprador é uma coisa, cliente é aquele que volta. E o cliente que volta é mais propenso a indicar a empresa a um amigo. O cliente que indica é um promotor, um outdoor ambulante do negócio. As empresas têm que investir continuamente no atendimento para transformar seus clientes em promotores do negócio. 

As empresas podem escolher onde gastar o dinheiro, em capacitação e monitoramento do atendimento ou em mais em propaganda para atrair novos compradores.
Com o excesso de propagandas, o marketing boca a boca ganhou papel central no processo de decisão de compra das pessoas. As empresas que não monitoram seu atendimento ficam reféns do marketing boca a boca que elas mesmo geram diariamente através dos atendimentos prestados . O marketing boca a boca constitui para elas uma roleta russa, por que elas não sabem o que os clientes irão sair falando delas.


A internet e as mídias sociais facilitaram e aumentaram a comunicação entre as pessoas, dando uma velocidade um poder de alastramento sem igual e por falta de monitoramento muitas vezes sem controle.
As empresas que se determinam a ouvir os clientes evitam a perda de clientes e recebem muitas sugestões de melhorias e novos produtos e serviços. De graça.

Monitorar o atendimento e manter constantes pesquisas de satisfação é o que irá garantir que só será feito marketing boca a boca positivo. Hoje é mais fácil trocar pelo concorrente do que reclamar, portanto para saber a empresa tem que ter uma atitude proativa e pesquisar.

Quem monitora o atendimento não precisa monitorar as vendas por que a venda é conseqüência do atendimento.

Pense nisso.

4oito

Deixe seu comentário