Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
FIQUE POR DENTRO DE TODAS AS INFORMAÇÕES DAS ELEIÇÕES 2024!

PIB de Criciúma chega a R$ 10 bilhões, mas região Sul cresce menos que SC

Dados de 2021 foram divulgados nesta sexta; veja o PIB do seu município

Por Renan Medeiros Criciúma, SC, 15/12/2023 - 14:24 Atualizado em 15/12/2023 - 15:37

Quer receber notícias como esta em seu Whatsapp? Clique aqui e entre para nosso grupo

Pela primeira vez, Criciúma alcançou um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 10 bilhões. Mas o Sul teve um crescimento econômico menor do que Santa Catarina, o que levou a região a perder participação no PIB estadual. Os dados foram divulgados nesta sexta-feira (15), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e são referentes a 2021. Os números do PIB dos municípios sempre são calculados e divulgados dois anos depois.

A participação da região Sul no PIB total de Santa Catarina reduziu de 10,86% em 2020 para 10,42% em 2021. Criciúma ainda tem, de longe, o maior PIB da região, seguida por Tubarão (R$ 4,8 bilhões), Içara (R$ 3,5 bilhões), Imbituba (R$ 2,5 bilhões) e Araranguá (R$ 2,3 bilhões).

O PIB total da região é de quase R$ 44,7 bilhões. Em termos per capita, são R$ 43,5 mil, valor que continua abaixo do PIB per capita médio de Santa Catarina, que é de R$ 58,5 mil.

[o texto continua após o mapa]

Litoral Norte puxa crescimento de SC

O recuo da participação do Sul no PIB estadual está associado ao forte crescimento registrado por outras regiões no período. A cidade de Itajaí puxou o crescimento e fez a participação da região da Foz do Rio Itajaí no PIB estadual aumentar de 15,5% para 17,1%.

As cidades do Nordeste catarinense (região de Joinville) ampliaram de 15,77% para 16,81%, sobretudo graças aos bons desempenhos de Araquari e São Francisco do Sul. Essas duas regiões foram as locomotivas de Santa Catarina e ofuscaram o crescimento de todas as outras.

O grupo das 12 cidades que compõem a Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) soma um PIB de aproximadamente R$ 21,6 bilhões, correspondente a 5,04% das riquezas produzidas em Santa Catarina. Essa participação teve uma leve redução de 0,18 ponto percentual.

Já as 15 cidades que integram a Associação dos Municípios do Extremo Sul (Amesc) somaram um PIB de R$ 7,03 bilhões, que representa 1,64% do total catarinense. O recuo na participação foi de 0,07 ponto percentual.

A área da Associação dos Municípios da Região de Laguna (Amurel), que abrange 18 cidades, produziu R$ 16 bilhões em 2021, equivalente a 3,74% do PIB de Santa Catarina. A participação diminuiu 0,18 ponto percentual.

[o texto continua após a tabela abaixo]

PIBs dos municípios do Sul de SC

Município PIB PIB per capita
Araranguá R$ 2,38 bi R$ 34,3 mil
Armazém R$ 272 mi R$ 30,8 mil
Balneário Arroio do Silva R$ 221,8 mi R$ 16,1 mil
Balneário Gaivota R$ 216,9 mi R$ 18,8 mil
Balneário Rincão R$ 294,6 mi R$ 22,4 mil
Braço do Norte R$ 1,74 bi R$ 50,9 mil
Capivari de Baixo R$ 1,35 bi R$ 52,9 mil
Cocal do Sul R$ 885 mi R$ 52,2 mil
Criciúma R$ 10,06 bi R$ 45,9 mil
Ermo R$ 176,5 mi R$ 85,7 mil
Forquilhinha R$ 1,22 bi R$ 44,3 mil
Gravatal R$ 387,2 mi R$ 33,2 mil
Grão-Pará R$ 329,1 mi R$ 49,7 mil
Imaruí R$ 252,8 mi R$ 25,9 mil
Imbituba R$ 2,5 bi R$ 54,7 mil
Içara R$ 3,52 bi R$ 60,7 mil
Jacinto Machado R$ 529,7 mi R$ 51,2 mil
Jaguaruna R$ 851,8 mi R$ 41,5 mil
Laguna R$ 1,09 bi R$ 23,6 mil
Lauro Müller R$ 418,7 mi R$ 27,2 mil
Maracajá R$ 273 mi R$ 36,6 mil
Meleiro R$ 340,3 mi R$ 48,7 mil
Morro Grande R$ 145,1 mi R$ 50,3 mil
Morro da Fumaça R$ 922 mi R$ 51 mil
Nova Veneza R$ 1,07 bi R$ 69,3 mil
Orleans R$ 1,19 bi R$ 51,3 mil
Passo de Torres R$ 237,3 mi R$ 25,6 mil
Pedras Grandes R$ 243,4 mi R$ 61,9 mil
Pescaria Brava R$ 119,4 mi R$ 11,7 mil
Praia Grande R$ 223,2 mi R$ 30,6 mil
Rio Fortuna R$ 302,8 mi R$ 65,4 mil
Sangão R$ 466,6 mi R$ 35,5 mil
Santa Rosa de Lima R$ 72,82 mi R$ 33,9 mil
Santa Rosa do Sul R$ 199,1 mi R$ 23,7 mil
Siderópolis R$ 679,5 mi R$ 47,9 mil
Sombrio R$ 910,2 mi R$ 29,3 mil
São João do Sul R$ 282,9 mi R$ 38,6 mil
São Ludgero R$ 929,1 mi R$ 66,9 mil
São Martinho R$ 109,2 mi R$ 34,5 mil
Timbé do Sul R$ 154,9 mi R$ 29 mil
Treviso R$ 232,2 mi R$ 58 mil
Treze de Maio R$ 199,7 mi R$ 28,1 mil
Tubarão R$ 4,82 bi R$ 45 mil
Turvo R$ 737,8 mi R$ 56,4 mil
Urussanga R$ 1,09 bi R$ 50,7 mil

Ranking estadual

Em Santa Catarina, houve uma mudança importante no ranking das cidades que mais geram riquezas. Itajaí, com R$ 47,8 bilhões, passou Joinville (R$ 45,1 bilhões) e assumiu o primeiro lugar. Florianópolis (R$ 23,6 bilhões) completa o pódio. Criciúma continua no oitavo lugar.

Em termos per capita, a liderança está com Piratuba, município da região de Concórdia, com um PIB de R$ 220 mil por pessoa. Em seguida, aparecem Itajaí (R$ 211 mil) e Araquari (R$ 183 mil). Apenas um município da região está entre os 20 maiores. Ermo tem o 15º maior PIB per capita de Santa Catarina (R$ 85,7 mil).

Maiores PIBs de SC

Município PIB Pos. Nacional
1. Itajaí R$ 47,8 bilhões 23º
2. Joinville R$ 45,1 bilhões 25º
3. Florianópolis R$ 23,6 bilhões 51º
4. Blumenau R$ 20,6 bilhões 61º
5. São José R$ 13,8 bilhões 102º
6. Chapecó R$ 13,7 bilhões 106º
7. Jaraguá do Sul R$ 12,1 bilhões 126º
8. Criciúma R$ 10,1 bilhões 146º
9. Brusque R$ 8,7 bilhões 170º
10. São Francisco do Sul R$ 8,5 bilhões 174º
11. Palhoça R$ 8,2 bilhões 183º
12. Araquari R$ 7,5 bilhões 197º
13. Balneário Camboriú R$ 7,4 bilhões 201º
14. Lages R$ 6,6 bilhões 221º
15. Navegantes R$ 6,1 bilhões 233º
16. Tubarão R$ 4,8 bilhões 287º
17. Caçador R$ 4,7 bilhões 295º
18. São Bento do Sul R$ 4,7 bilhões 296º
19. Concórdia R$ 4,6 bilhões 301º
20. Gaspar R$ 4,2 bilhões 324º

Maiores PIBs per capita

Município PIB per capita Pos. Nacional
1. Piratuba R$ 220 mil 40º
2. Itajaí R$ 211 mil 46º
3. Araquari R$ 183 mil 66º
4. São Francisco do Sul R$ 156 mil 87º
5. Vargem Bonita R$ 122 mil 133º
6. Garuva R$ 108 mil 175º
7. Treze Tílias R$ 102 mil 196º
8. Capão Alto R$ 95,3 mil 221º
9. Cordilheira Alta R$ 94,8 mil 224º
10. Arvoredo R$ 91,5 mil 240º
11. Antônio Carlos R$ 91,4 mil 241º
12. Água Doce R$ 90,9 mil 247º
13. Mondaí R$ 90,5 mil 248º
14. São João do Itaperiú R$ 89,4 mil 261º
15. Ermo R$ 85,7 mil 288º
16. Ilhota R$ 83,6 mil 312º
17. Cunha Porã R$ 83,2 mil 316º
18. Pomerode R$ 81,2 mil 334º
19. Botuverá R$ 79,8 mil 349º
20. Três Barras R$ 78,3 mil 362º

Copyright © 2022.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito