Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Secretaria com foco na reforma do currículo municipal

Formação será realizada de acordo com a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) aprovada em 2017
Por Redação Criciúma, SC, 14/03/2019 - 15:18Atualizado em 14/03/2019 - 19:29
Foto: Arquivo/Decom
Foto: Arquivo/Decom

A Secretaria Municipal de Educação, baseada na Base Nacional Comum Curricular (BNCC), realiza durante o ano de 2019, a partir do mês de abril, a formação de professores da rede municipal de ensino para reformulação do novo currículo. Serão cinco encontros com grupos de estudo compostos por professores de cada componente curricular para a escrita do novo documento a partir da base. O objetivo da formação é incentivar a participação dos profissionais da área da educação.

De acordo com a BNCC, todos os estados e municípios devem realizar a reformulação do seu currículo a partir da base, com o prazo de até o ano de 2020 para serem alinhados e, posteriormente, colocados em prática. Devido ao histórico de discussão, propostas pedagógicas e movimentos envolvendo a participação dos profissionais de sala de aula, a rede municipal de Criciúma vai realizar um ciclo de formação para garantir a participação dos professores nessa reformulação do currículo.

Segundo Silvana Alves Marcineiro, coordenadora geral pedagógica, o currículo é fundamental, pois legitima o trabalho em rede. "Esse alinhamento é muito importante até mesmo para garantir a aprendizagem das crianças. Além disso, ao final de cada ano, o professor irá saber dos objetos de conhecimento que terá de trabalhar com os alunos, o que torna o plano de ensino mais alinhado", disse Silvana.

Para Roseli de Luca, secretária de Educação, a grande importância dessa formação é dar oportunidade a todos os funcionários da rede municipal de educação de Criciúma de estar ajudando na elaboração do novo currículo. "O professor está na sala de aula, ele sabe das necessidades dentro do ambiente escolar, aquilo que tem que acrescentar e o que não tem. Ele é a pessoa mais importante desse processo", afirmou Roseli.

As inscrições para a formação serão feitas por representatividade. Serão 40 vagas para cada grupo, preenchidas por profissionais da rede municipal.