Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Oportunidade roubada

Por Raul Sartori 09/04/2019 - 09:00Atualizado em 12/04/2019 - 22:53

O governo estadual torrou mais de R$ 600 milhões por ano na manutenção das parasitárias (agora finalmente extintas) agências de desenvolvimento regional. O dinheiro que dava para aquele verdadeiro cabide de empregos faltou para a educação superior. Raimundo Colombo e Pinho Moreira não cumpriram o que determina a Constituição Estadual e deixaram de repassar às universidades comunitárias os 5% do total anual investido em educação (Artigo 170), em bolsas de estudo. De 2011 a 2017 foram R$ 908 milhões. E por isso milhares de estudantes não conseguiram entrar na sonhada faculdade. Uma crueldade, especialmente em relação aos menos favorecidos financeiramente. Mesmo assim, o sistema Acafe faz milagres: tem 11 mil acadêmicos mantidos com bolsas pelo Artigo 170. Mas se a lei (e a Constituição de SC) fosse respeitada como deveria, poderiam ser 32 mil. Quase o triplo.