Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

"Negócios"

Por Raul Sartori 17/12/2018 - 06:00Atualizado em 18/12/2018 - 11:51

Entre as 27 denúncias resultantes da Operação Boca Livre, que apontou que recursos deduzidos dos impostos de grandes empresas que se apresentaram como “patrocinadoras”, em vez de destinados a finalidades culturais foram aplicados fraudulentamente pelo grupo paulista Bellini Cultural em eventos corporativos privados, está a de que  parte do dinheiro de projetos foi  usada para o memorável casamento de um dos filhos do dono da corporação,  Felipe Bellini, numa grandiosa festa em clube de praia no balneário Jurerê Internacional, em Florianópolis. Com dinheiro do contribuinte, tudo é mais fácil não?

No foco

Enquanto ele prefere o silencio, veterano que é nessas tratativas, o senador Esperidião Amin (PP-SC) voltou a ser personagem de vários comentários na mídia impressa nacional e redes sociais no final nos últimos dias. Em quase todos se atribui ao futuro chefe da Casa Civil de Jair Bolsonaro, Ônix Lorenzoni, a chancela do político catarinense para comandar o Senado.