Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Motivos

Por Raul Sartori 10/04/2019 - 06:00Atualizado em 12/04/2019 - 23:04

Porque os governadores Raimundo Colombo e Pinho Moreira se sentiram muito à vontade para não repassar integralmente os 5% do total aplicado na educação para bolsas de estudo (Artigo 170) em suas gestões, totalizando R$ 908 milhões de 2011 a 2017? Ora, sabiam desde o sempre que quem deveria agir para os impedir não faria nada, a não ser uma ressalva aqui e advertência acolá, para fingir. Não é TCE, MP-SC, Alesc e Judiciário? Só se interessaram em garantir o seu gordo e pontual duodécimo. Tão generoso que até produz “sobras” no final do ano. Foi assim, diante de assombrosa omissão, que permitiram que milhares de jovens tivessem roubada, literalmente, sua oportunidade de fazer curso superior porque muitas bolsas tiveram que ser suprimidas. Bolsas, que, obviamente, não fazem falta para os abonados filhos de conselheiros, magistrados, deputados, etc.