Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Epitáfio

Por Raul Sartori 14/01/2019 - 06:00Atualizado em 14/01/2019 - 18:36

Se fosse possível, o decreto, a ser publicado nos próximos dias, oficializando o fim das famigeradas Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs), deveria acrescentar uma epitáfio, no estilo que se escreve sobre pedras em túmulos: “Aqui jaz, sem deixar saudades, um cabide de empregos e um símbolo máximo de desperdício do dinheiro do contribuinte catarinense. Descanse em paz eterna”.  Nesse capricho do então governador Luiz Henrique da Silveira – era uma boa ideia, mas viciada desde o início - se foram, em média, em valores atualizados, R$ 600 milhões por ano. Resultados práticos? Nem o governo sabe avaliar ou quantificar.

Enxugamento

O atilado analista político Adelor Lessa registra que em Içara, foi arquivado – mas pode voltar à pauta neste ano – importante projeto que reduz o número de vereadores no município, uma proposta que certamente teria imenso apoio popular se fosse copiada nos demais de SC, onde seus legislativos, exceções à parte, são vistos como exemplos de completa inutilidade, quando não um antro de corrupção e o mais perfeito cabide de empregos. A propósito: quando vai surgir uma lei eliminando o salário de vereadores?