Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Comércio livre

Por Raul Sartori 15/01/2019 - 06:00

Com popularidade em baixa, o prefeito de Florianópolis, Gean Loureiro (MDB) se redime um pouco diante das entidades da sociedade organizada, como a CDL que em nota, ontem, louva a sanção de lei que libera o horário de funcionamento do comércio, indústria e serviços da Capital. Em vigor desde 1993, a lei anterior permitia que fosse das 7 às 22 horas nos dias de semana e das 7 às 20 aos sábados. Mas previa exceções para abertura de lojas aos domingos com horários especiais. A nova lei permite livre abertura e o fechamento dos estabelecimentos, desde que respeitadas as condições de trabalho.

Homenagem?

A compra, por R$ 83 milhões, pela Assembleia Legislativa, no não passado, de um prédio na avenida Mauro Ramos, no Centro de Florianópolis, tem um desdobramento: pela lei estadual 17.674, a edificação será denominada “Presidente Deputado Aldo Schneider”. É uma homenagem póstuma ao presidente da Casa, “baseado em seu histórico exemplar na carreira pública”, justificou-se. O negócio foi e continua muito suspeito. Dignifica o homenageado? Há controvérsias.