Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Ibovespa 100 mil pontos

Por Lucas Rocco 12/03/2019 - 23:24Atualizado em 12/03/2019 - 23:25

Por André Ribeiro

A semana iniciou com forte fluxo comprador no mercado acionário brasileiro. O Ibovespa encerrou o pregão de ontem em 98.026 pontos com avanço 2,79%, voltando a flertar com o tão esperado patamar de 100 mil pontos. As ações da Petrobras (+4,05%) foram o destaque do dia, impulsionadas pelo anúncio de um plano que pode gerar a economia de US$8 bilhões nos próximos anos. Sobre a Petro, no pano de fundo, também se espera para esta semana o anúncio da venda da TAG no montante de US$ 9 bilhões. E desta vez, cenário externo ajudou no avanço de quase 3000 mil pontos do Ibovespa. Depois da semana passada ter sido marcado pela preocupação sobre a atividade econômica global (com dados ruins da economia chinesa e norte-americana somado à revisão do PIB na zona do euro), esta semana o tom foi dado por declarações vindas da China.

China

No último domingo, o presidente do Banco Central chinês falou que a desvalorização do Yuan tem sido evitada diante do diálogo comercial aberto com os Estados Unidos. Yi Gang, presidente do Banco Popular da China (BC chinês) afirmou que “nunca faremos uso do câmbio para fins de competição, nem o usaremos para impulsionar as exportações”. Yi ainda completou sobre as negociações comerciais que “as duas partes chegaram a consenso em muitas questões cruciais”. O presidente da instituição ainda falou sobre novas medidas para impulsionar a economia chinesa, estimulando e reduzindo os custos dos empréstimos. Estas declarações fizeram o humor melhorar nos mercados financeiros globais e agora, depois do susto com o tombo da balança comercial chinesa, as atenções se voltam para os dados do primeiro bimestre da produção industrial e vendas no varejo por lá que serão divulgados quarta-feira à noite.