Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

A semana do mercado

Por Lucas Rocco 29/03/2019 - 06:00Atualizado em 29/03/2019 - 23:36

Parece que faz um tempão, mas hoje completam dez dias desde que a bolsa de valores brasileira quebrou seu recorde histórico emplacando os tão desejados 100 mil pontos. De lá pra cá o clima mudou bastante, com a euforia abrindo passagem para um princípio de incêndio. O Ibovespa já chegou a se afastar mais de 9 mil pontos daquele momento histórico, e mesmo com a recuperação do pregão desta quinta-feira (28) o Ibov precisaria de uma alta de quase 10% para fazer um topo novo.

Respiro

A recuperação no pregão de ontem ainda não é definitivamente uma volta para a tendência de alta, está mais para um refresco temporário, enquanto o mercado monitora a tensa relação entre os poderes, com a crise institucional que começou a ganhar corpo nos últimos dias. Depois de atingir o menor patamar desde 7 de janeiro, a bolsa armou essa recuperação de curto prazo sustentada nas falas de Jair Bolsonaro que buscou adotar um tom mais conciliador com Rodrigo Maia após a tensa semana. Bolsonaro afirmou que o problema com Maia foi uma "chuva de verão" e que está aberto ao diálogo.