Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O caos do sistema tributário brasileiro

Por José Carlos Antunes 24/12/2018 - 06:00Atualizado em 24/12/2018 - 09:57

A fama do Sistema Tributário Brasileiro é conhecida por todos, nacional e internacionalmente. Infelizmente, isso se deve aos altos índices de impostos pagos por pessoas físicas e jurídicas em nosso país, e também ao teor de complexidade do processo.

No Brasil, cada estado possui sua própria legislação fiscal; bem como os municípios. E, além disso, existem várias regras da própria Federação em vigência – sendo alteradas com frequência diária. O Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - ICMS, por exemplo, possui 27 variações normativas. Certamente, este pode ser apontado como um dos principais motivos para a complexidade do nosso sistema tributário. 

A quantidade de normas tributárias editadas diariamente também contribui para o aumento da burocracia: é uma média de 1,88 regras fiscais sendo editadas a cada hora, todos os dias – segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação - IBPT. Outro problema a ser apontado é o alto índice de sonegação de impostos em nosso país: de acordo com o Sonegômetro, o Brasil já perdeu mais de 553 bilhões de reais por conta da sonegação. O site é atualizado a todo instante e o número só cresce. 

Esses dados só reforçam a necessidade de uma reforma tributária em nosso país. Apenas uma medida como essa, aplicada a partir de uma série de estudos, cálculos e pesquisas, poderá simplificar os processos tributários de nosso país, gerando mais autonomia aos empreendedores. Isso, consequentemente, incentivaria o desenvolvimento da área empresarial no Brasil, arejando nosso mercado e abrindo espaço para novos negócios.