Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito
SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 01/10/2021 - 19:02Atualizado em 01/10/2021 - 19:53

No universo gamer especificamente nos PCs a Epic Games têm sempre se posicionado contra o monopólio principalmente da Steam. Por muitas vezes de forma errada criando monopólio próprio comprando direto de jogos Indie, assim proibindo a venda em outras lojas. Isso acabou criando uma certa manifestação por parte dos gamers que escolhem não comprar no lançamento e aguardar sair na Steam.

Com o anúncio do Fortnite para mobile a batalha da Epic foi voltada contra as taxas criadas sobre as transações nas plataformas. Para contornar isso, a Epic criou uma plataforma de microtransação externa. Todavia a Apple considerou o ocorrido como um rompimento de contrato.

A Apple entrou com um pedido de retirada do Fortnite de sua loja, em contrapartida a Epic entrou com uma campanha contra a retirada e com processo judicial alegando que a Apple estaria criando um monopólio das transações mobile para IOS.

O resultado do processo saiu, e alega que a Apple tem que permitir com que os desenvolvedores possam usar links externos para suas próprias lojas. E por parte da Epic ela teria que ressarcir a Apple em 3 milhões por conta de quebra de contrato.

Com o resultado de um impasse entre ambas, a Apple finalmente se posicionou. E agora o Fortnite está oficialmente banido das suas lojas por no mínimo 5 anos.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 24/09/2021 - 09:14Atualizado em 24/09/2021 - 09:16

Por muitos anos os jogos foram menosprezados como forma de arte. Para muitos os jogos eram apenas uma forma de diversão e nada mais que isso, felizmente, hoje em dia conseguimos romper esse tabu. Dentro da indústria de jogos temos inúmeras áreas da própria arte, e tendo até mesmo áreas revolucionárias que mudam conceitos para a indústria cinematográfica. Contudo o tema de cinema e jogos fica pra um próximo dia, pois hoje iremos tratar da área musical dos jogos. 

Você conhece os principais artistas de música eletrônica gaming da atualidade? Hoje a Star vai apresentar artistas focados em criar músicas de jogos ou temas completamente focados nesse universo.

Iniciando com nosso gatinho, Monstercat Uncaged.

Monstercat Uncaged é uma das três marcas da gravadora canadense Monstercat. Embora suas músicas tenham uma grande abrangência na parte eletrônica, as compilações e álbuns da Monstercat Uncaged, possuem um grande número de artistas focados em games.

Com músicas calmas para relaxar na partida a músicas de Drum and Bass insanas com batidas rápidas para aumentar a adrenalina da partida.

MDK ou Morgan David King é um Dj Canadense que tem suas músicas e efeitos estilizados de jogos antigos.

Em seu Álbum de vários singles, MDK possui inúmeras músicas completamente focado nos games, tendo até mesmo a uma de suas músicas usadas no jogo Need For Speed Payback.

Por último temos um dos maiores DJs da atualidade Marshmello. Embora já seja mundialmente conhecido, quando tratamos de músicos famosos em games Marshmello tem muita atuação no meio gamer.

Um exemplo é a campanha no Fortnite, contando com Skins e "dancinha'' própria do DJ. 

Seguindo nas parcerias de DJs temos os redidentes do GTA Online. Estes por sua ver foram inclidos na DLC da boate. 

Como residentes da boate temos SolomunDixonThe Black Madonna e a dupla Tale of Us


 

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 06/09/2021 - 08:04Atualizado em 06/09/2021 - 08:06

É um fato que nossa comunidade gamer, cria inúmeros memes. E nos últimos anos com a "guerra política" ocorrendo nas redes sociais. Alguns memes épicos surgiram, isso incluindo os jogos memes com políticos exemplo de Kandidatos 

Um jogo de "Rinha de politicos" ao meme do "Ciro Gamer".  E para nossa surpresa em 2021, Ciro veio em seu Twiter nessa terça feira (31/09) anunciar que fara uma live gamer  dia 7 de Setembro, assim oficializando o meme.

 

Isso provavelmente é uma jogada de marketing, para alcançar nosso público. Assim como o atual presidente vem vindo criando medidas de diminuição de impostos para os videogames, tudo isso é devido ao fato que atualmente o Brasil é o terceiro maior mercado de jogos do mundo.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 03/09/2021 - 10:57Atualizado em 03/09/2021 - 11:22

Um usuário "u/Frandoy" do reddit fez uma publicação, dia 30 de agosto (segunda-feira), apontando que a sequência de créditos de abertura da série "El cartel de los sapos: El origen" (também conhecida como " The Snitch Cartel: Origins ") da Netflix, apresenta várias peças de arte semelhantes à arte principal e ao carregamento imagens dos jogos "Grand Theft Auto ".

A publicação, trazia várias comparações lado a lado, incluindo uma foto de dois homens armados saindo de uma van que representa um dos grandes "golpes" de GTA 5

Outra que exatamente com a imagem do protagonista de "GTA 5" Michael De Santa folheando uma pilha de notas e junto com outra imagem do “GTA Online”.


Com exceção de uma troca de roupas, a pose e a condição do tecido que o personagem está vestindo parecem ser quase idênticas, apenas com algumas pequenas alterações.

Uma das artes do "GTA San Andreas", Também teve uma pequena presença, aparecendo o icônico personagem da tela de carregamento em cima de uma bicicleta.

Entre todas as comparações a que mais pode causar problemas em um possivel processo, feito pela Rockstar, seria com a imagem onde aparece a icônica "loira" do GTA5.  Embora a imagem estaja diferente, utilizar rosto de personagem ja criado é passivel a processo.

A comunidade do GTA no reddit, está confiante sobre que há alguma coisa de errado e espera um posicionamento da Rockstar.  A Rockstar ainda não ainda não se pronunciou sobre o ocorido.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 27/08/2021 - 15:02Atualizado em 05/10/2021 - 13:23

Muitos players iniciantes, quando entram no mundo das comunidades online, acabam se perdendo dentro de tantas siglas usadas pelos jogadores veteranos. Devido a isso, a Star traz um dicionário para algumas das siglas mais usadas nos chats.

Afk (Away From Keyboard): Uma sigla usada para informar que um jogador irá dar aquela saída, como ir na cozinha ou fazer alguma coisa fora do jogo.

Anchor: Significa, se posicionar em algum lugar, ou seja, ficar parado esperando algum inimigo passa, e pegá-lo de surpresa.

 

Bot ou NPC: Personagem controlado pela CPU. No caso dos NPCs são personagens mais comuns em RPGs em que normalmente tem uma história própria.

Buff ou Nerf: São siglas para aprimoramento de aumentar ou diminuir o poder. Um exemplo é os buffs e nerfs momentâneos em partidas devido a um item ou habilidade. Já outro exemplo é quando a comunidade pede para nerfar(diminuir seu poder) ou buffar(Aumentar seu poder) um personagem para seu balanceamento.

GG ( Good Game) ou WP ( Well Played): ótima partida, partida legal.

Ez (easy): Normalmente usado para “pegar no pé” do adversário, muito fácil.

Op (OverPowered): Usada em jogos para dizer que um certo personagem ou player é muito forte.

Pro ou Pro-Player: Jogador no nível profissional.

Rush: Ir pra linha de frente forçando o inimigo.

Tankar: Ir na linha de frente, segurando o dano para o time.

TryHard: Jogador de estratégia, ou usar algumas técnicas em seu gameplay. Joga muito.

PVE: Refere-se a jogadores que lutam sozinhos ou juntos contra inimigos ou chefões NPCs.

PV, PM: Chamar para conversar em privado.

PVP, 1x1: Usado comumente para partidas de 1 jogador contra outro.

P2W (Pay to Win): pague para ganhar, comumente usado para falar mal de jogos que usuário pode comprar itens com dinheiro real, sendo mais depreciativo no meio competitivo.

POG ou POGChamp: Uma jogada que impressionou a todos. Teve origem na Twitch.

Noob: Seu significado literal é novato, mas comumente é usado para implicar com algum jogador que foi mal em alguma partida.

GLHF (Good Luck and Have Fun): Boa sorte e divirta-se, usado antes de uma partida para demonstrar afeição ao oponente.

Kappa: Outra palavra com origem na Twitch, usada para demonstrar sarcasmo quando alguém é trolado/zoado.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 20/08/2021 - 13:59Atualizado em 20/08/2021 - 15:27

Sabemos que Cyberpunk 207, não foi o que os fãs esperavam. Todavia, o game realmente foi um revolucionário para o mercado, hoje falaremos sobre a IA sincronizadora de lábios, desenvolvida pela CD Projekt Red para Cyberpunk 2077.

Atualmente a forma mais avançada para expressão dos modelos 3D, tanto nos jogos quanto no cinema, é a captura visual de atores reais e passados para o meio digital em uma modelagem 3D. Contudo esse processo tem muito custo, a cada idioma narrado tem que criar uma cena nova de gravação para capturar as emoções e expressões visuais no rostos dos atores e por fim aplicar nos modelos 3D.

Em 2021 devido a pandemia, o processo de captura de movimentos visuais dos atores, para aplicação virtual, teve que ser interrompido, tornando- se algo inviável. Para resolver esses problemas CD Projekt desenvolveu a JALI, uma IA de sincronização de lábios com base no som liberado.

JALI usa um processo que divide a animação em várias categorias, modelo de personagem, formato do rosto, movimento muscular, fala, estilo de fala, olhos e sobrancelhas para criar padrões faciais mais realistas durante a fala.

Devido ao fato da "JALI" usar os sons, como forma de processos, isso ajuda na elaboração do visual para qualquer idioma usado nos jogos.
 

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 13/08/2021 - 14:07Atualizado em 13/08/2021 - 14:08

Com o clima de terror da sexta-feira 13, a StarPlay trouxe quatro jogos coop para os amantes de terror.

Dead by Daylight (PC, Consoles e Mobile)

É um jogo de terror de sobrevivência assimétrico multijogador desenvolvido pela Behaviour Interactive e publicado pela Starbreeze Studios. Dead by Daylight foi lançado no sistema operacional Microsoft Windows, e logo após foi lançado nos consoles PlayStation 4 e Xbox One.

Em Dead by Daylight, você joga como sobrevivente ou como um Assassino  (4 contra 1). Como sobrevivente, é possível jogar sozinho ou com amigos para enfrentar um assassino desconhecido. Sobreviventes podem usar itens, habilidades desbloqueadas e objetos do ambiente para enganar o assassino e escapar do seu território. Colocados em mapas processualmente gerados, os objetos do mundo são gerados aleatoriamente, sendo assim, não é possível saber inicialmente quem está sendo seu assassino e nem o meio de fuga do mapa.

Cada personagem têm habilidades exclusivas, sendo sobrevivente ou assassino, cada um tem algo que pode facilitar a sua gameplay e dificultar para os outros. Como sobrevivente alguns itens também lhe dão vantagens na partida: uma lanterna, por exemplo, você pode cegar o assassino para o perder de vista. É possível adquirir itens como lanternas, caixa de ferramentas e caixa de primeiros socorros encontrando-os em baús ou adquirindo com pontos de sangue na teia de sangue.

The Forest (PC e Consoles)

É um jogo em primeira pessoa baseado em sobrevivência e terror, desenvolvido pela Endnight Games para Windows. O jogo foi lançado inicialmente em acesso antecipado, com a versão final lançada em abril de 2018 para PC e posteriormente, foi lançado para console.

Em The Forest, o jogador deve sobreviver em uma ilha florestal cheia de canibais após sobreviver a um desastre de avião. O jogo conta com um sistema de sobrevivência realista, tendo que beber água, conseguir comida e além de abrigo para se defender dos habitantes canibais.

Além dos canibais convencionais, existem alguns seres mutantes, que atacam durante a noite ou dentro de cavernas. A gameplay pode ser em multiplayer com 4 jogadores, fazendo um modo cooperativo ou solo onde a sobrevivência depende exclusivamente do jogador.

Phasmophobia (PC)

Phasmophobia é um jogo de terror de sobrevivência independente desenvolvido e publicado pela Kinetic Games. O jogo foi disponibilizado para acesso antecipado por meio da Steam para Microsoft Windows em setembro de 2020, junto com suporte para realidade virtual.

Passou a ser popular no mês seguinte devido a muitos streamers e YouTubers muito conhecidos terem jogado, principalmente durante a temporada de Halloween.

Em Phasmophobia, você é um membro de um grupo de até quatro jogadores, no papel de exploradores urbanos caçadores de fantasmas, bem estilo, os caça fantasmas das séries norte americanas, que são contratados para lidar com fantasmas que habitam diferentes instalações abandonadas como casas, escolas, prisões e hospitais.

O jogo apresenta 12 variedades diferentes de fantasmas, cada uma das quais se comporta de maneiras diferentes. Os tipos de fantasmas são: espírito, espectro, fantasma, poltergeist, banshee, jinn, alb, revenant, sombra, demônio, yūrei e oni.

Para descobrir que tipo de fantasma eles encontraram, os jogadores devem coletar evidências sobre o fantasma. O objetivo final do jogo não é derrotar os fantasmas, mas sim coletar informações suficientes sobre eles e marcar qual tipo de criatura estaria naquele local.

Dying Light

Simplesmente um dos melhores jogos de zumbis da atualidade. Em 2011, tive uma conversa com um amigo sobre um jogo de Zumbis de mundo aberto. Na época a ideia de mundo aberto com armas brancas tendo upgrade era uma grande inovação.

O jogo era o Dead Sland, desenvolvido pela Techland, a empresa petendia colocar todas essas inovações. E realmente foi como o pretendido, anos depois a franquia soltou seu segundo jogo como continuação, até que por fim a desenvolvedora pôs tudo que aprendeu para criar um jogo parecido mas muito mais polido com adição de parkour e criaturas mais difíceis criando o Dying Light.

Com um mundo aberto em primeira pessoa do gênero survival horror, Dying Light veio com a pegada idêntica a Dead Island mas agora usando mecânicas de parkour e com zumbis (voláteis) muito mais fortes durante a noite. 

Um ponto que vale falar, Dying Light 2 sai ainda esse ano 2021, e busca trazer tudo que o primeiro jogo trazia contando com a tomada de decisões que mudaram o enredo do jogo.
 

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 06/08/2021 - 10:14Atualizado em 12/08/2021 - 14:53

Para comemorar o dia dos pais desse final de semana, a StarPlay fez uma lista dos tops 10 “Paizões” dos jogos:

10 - Yoshi / Super Mario World 2: Yoshi’s Island

Começando com um dos pais mais tolerantes dos games, pois, para suportar o choro descontrolável do marido e do Luigi... Hoje em dia, vemos Yoshi como uma montaria e amigo dos Irmãos Mario e Luigi.

Mas nem sempre foi assim, em Super Mario World 2: Yoshi’s Island. Acompanhamos o incrível Yoshi, tendo que cuidar dos dois.

 

9 - John Marston / Red Dead Redemption

Inicialmente Marston, é um péssimo pai, ausente, com medo de suas responsabilidades e abandonou a esposa e o filho por completo.

Na maior parte do tempo, Arthur Morgan age quase como um pai substituto de Jack, mas as coisas finalmente mudam quando a criança é sequestrada pelos Braithwaites

John finalmente percebe o que está em jogo, e logo passa o resto do game planejando sua fuga da gangue de Dutch com sua família.

spoiler: E no final de Red Dead Redemption 1 ainda o vemos se sacrificar para que sua família pudesse fugir.

 

8 - Harry Mason - Silent Hill 

Quando falam que um pai pode “ir até o inferno para salvar seus filhos" comprovamos com Mason que realmente é verdade. Harry Mason entrou em Silent Hill e encarou todas as criaturas da cidade só para salvar sua filha Cheryl.

Conhecendo Silent Hill, a cidade simplesmente joga todos os horrores emocionais como uma encarnação viva. Então Harry literalmente enfrentou todos seus traumas, para salvar sua filha adotiva.

 


7 - Big Daddy / BioShock

Como o próprio nome já menciona, o "Big Daddy" ou os Big Daddys. São criações de BioShock feitas apenas para amar e defender a ou as little sister.

Mesmo que ambos não tenham ligação de sangue, os Big Daddy são o mais próximo de um pai para as pequenas.

Somando que os mesmo vão morrer defendendo suas pequenas, não tem como não os colocar na lista.

 

6 - Chuck Greene / Dead Rising 2

Temos muitos pais que fizeram história nos mundos apocalípticos de Zumbis. Mas nem um deles é uma estrela matadora de zumbis como o nosso querido Chuck.

Chuck passou a ter que matar Zumbis por dinheiro, quando sua filha Katey foi infectada pelo horrível vírus zumbi por sua mãe. Assim ele consegue Zombrex para sua filha, e ainda deve rotineiramente dar o Zombrex para impedir que ela vire um dos mortos-vivos.

 


5 - Lee / The Walking Dead: Temporada 1

Lee e Clementine em The Walking Dead, São sem dúvidas uma das Histórias mais emocionalmente fofinha e triste do universo gamer.

Com Lee tendo finalmente sua redenção ao proteger Clementine e passando a ensinar a ela como sobreviver nesse mundo apocalíptico, (Spoiler) no final dando a própria vida para protegê-la.

 


4 - Sobrevivente da Valt 111 / Fallout 4

Com uma vida típica dos EUA nos anos 60/70, o mundo é invertido com a explosão da Guerra nuclear. Posto em criogenia na valt 111 e logo depois vê seu cônjuge(nesse caso esposa), morrer e seu filho ser raptado e posto novamente em criogenia.

Após conseguir sair da valt, passa a procurar seu filho passando por desafios extremos na wasteland, apenas para encontrar seu filho perdido.

 

3 - Kratos / God of War

Depois de Destruir o Olimpo por todo o sofrimento que teve. Kratos tem sua redenção na mitologia nórdica por ter sua nova família com a Faye. conhecido como “BOY!” ou melhor Atreus/Loki.

Kratos passa a cuidar e "educar" seu filho como um deus ao longo de sua trajetória para levar as cinzas de sua falecida esposa para a montanha mais alta.

Kratos até mesmo enfrenta seus "demônios" do tempo do olimpo. Em um certo período da Gameplay para salvar seu filho, o mesmo tem que reutilizar suas armas que traziam sofrimento.

 


2 - Joel Miller / The Last of Us

Com a perda de sua família, no início do apocalipse. Joel passa a ter uma mudança em sua personalidade e fazendo o necessário para sobreviver no mundo de The Last of Us.

Quando Joel se encontra com a Ellie, quase que tem uma conexão de pais e filha instantânea. E com o passar da jogatina mais e mais essa ligação é explorada.

 


1 - Geralt De Rivia / The Witcher 3: Wild Hunt

Embora, nos jogos não seja tão explorado o envolvimento emocional de Gerald e Ciri.

Basicamente a campanha de The Witcher 3 toda é procurando sua filha de criação e ao longo disso vamos vendo todos os acontecimentos e aprofundamento da ligação de ambos.

O peso de todas escolhas do game que levam a finais diferentes para Gerald e Ciri, fizeram muitos marmanjos reiniciar ou darem load nos saves para pegar um ou o melhor final.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 30/07/2021 - 15:19Atualizado em 12/08/2021 - 14:38

Existem dois tipos de Gamers, os Representativos e os Interpretativos. Esses dois estilos de gamers se aplicam para aqueles jogadores mais hardicore, que passam jogando, em média, mais de 4h por dia. Também é mais comum isso ser aplicado a Jogos com história ou uma lore profunda.

Com relação aos Gamers Representativos, estes curtem o jogo vendo o personagem como alguém que eles controlam, um segundo indivíduo. Alguém a qual "você" acompanha o caminho, durante as perdas, vitórias, amizades e etc.

Um exemplo específico, em The Legend of Zelda, acompanhamos a aventura de Link. Nesse estilo de jogo, o personagem foi criado já com intuito de jogar, apenas para guiá-lo em sua aventura.

Para jogadores representativos isso já é algo comum e mesmo que seja um jogo a qual, se pode criar seu personagem(exemplo da maioria dos RPGs). Estes jogadores iriam tê-lo como um protagonista e não como eles mesmos.

Ja os Gamers interpretativos, embarcam de cabeça na história. Esses gamers se veem como o protagonista e interagem como o mesmo. Eles costumam unir sua personalidade, sentimentos e moral, no personagem principal agindo como eles mesmos.

Os estilos de jogos que mais se enquadram para esses gamers são RPGs, e Jogos com uma lore vasta. Jogos com escolhas muitas vezes causam fascínio para estes gamers, pois é nesse momento que sua vivência real entra em ação.

Como um exemplo específico, o jogo Skyrim que focado em diversas escolhas, leva os jogadores a o extremo de suas escolhas. Desde a criação do personagem até as escolhas do que fazer. Para os jogadores interpretativos os coloca diretamente nesse mundo, e logo algumas destas escolhas fazem sua personalidade ter um ponto fundamental.

Artigo font

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 23/07/2021 - 14:46Atualizado em 12/08/2021 - 14:45

 

Faz mais ou menos 10 anos que Skyrim foi lançado, e ele foi sem nenhuma dúvida um marco para os amantes de RPG. Desde seu lançamento inúmeros outros RPGs começaram a fazer sucesso no ocidente. E faz algum tempo que um título anda chamando atenção, Genshin Impact.

Genshin Impact é um RPG de ação gratuito desenvolvido e publicado pela miHoYo. O jogo apresenta um ambiente de mundo aberto de fantasia e sistema de batalha baseado em ação usando magia elemental, sendo estes Anemo (vento), Geo (Terra), Electro (relâmpago), Dendro (natureza), Dendro (natureza), Hydro (água) e Pyro (fogo).

Com uma história envolvente o jogo te deixa curioso sobre o universo em que se passa, durante os 20 primeiros minutos de gameplay. Dois viajantes que caminham entre os mundos, um garoto e uma garota acabam sendo emboscados por uma deusa e assim são separados e jogados em um mundo desconhecido.  Nesse ponto você deve escolher com qual dos dois vai jogar, não que isso afete na game play. 

Inicialmente, o jogo te libera o personagem principal que pode controlar os elementos dos deuses. Logo nas primeiras 2h  de gameplay o jogo libera mais 3 personagens. O sistema de combate do jogo, conta com combar elementos alternando entre os personagens.

No sistema de exploração Genshin também não peca nem um pouco. Tendo um mapa enorme e muitos coletáveis... MUITOS MESMO. Mas diferente de alguns jogos como Assassins Creed 1 (pra quem não lembra ou não sabe, no primeiro assasins creed, após pegar todos os colecionáveis o jogador ganhava absolutamente nada), estes colecionáveis ajudam a querer explorar o mapa e ainda aumentam a barra de estamina do personagem.

Outro ponto que todo RPG não pode faltar são as quests secundárias e alguns puzzles. Genshin faz isso com maestria, não como um Skirm ou The Wicher tendo inúmeros finais, contudo é algo que explica mais sobre o mundo pro jogador e pro próprio viajante, pois assim como você o seu personagem principal não é completamente do mundo que ele se encontra. Esse sistema faz com que o jogador fique com vontade de explorar e descobrir mais sobre o local. A lore do jogo tambem pode ser descoberta por meio de livros, secundárias e os proprios personagens, assim tendo uma grande história de facções, nações e personagens, tudo um embasamento e bem extroturado.

Se depois desse blog ficou curioso em que baixar o jogo pode ser encontrado na Epic games pro PC ou pros mobille, na AppStore ou PlayStore.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 15/07/2021 - 14:07Atualizado em 12/08/2021 - 14:48

Recentemente (7 de Julho) Jason Schreie, um jornalista responsável por diversos vazamentos da indústria dos games, soltou em seu twitter. 

Jason comentou que recebeu as informações vindas de dentro da Ubsoft sobre o futuro da série Assassin's Creed dizendo que um grande game online está sendo criado pela junção de duas filiais da empresa.

Para aqueles que não estão situados a série Assassin's tem premissa central da história envolve-se a partir da rivalidade entre duas sociedades secretas ancestrais: os Assassinos, que desejam a paz através do livre arbítrio, e os Templários, que têm o objetivo de dominar o mundo e impor a ordem na humanidade.

Tendo diversos títulos, a franquia criou uma das maiores bases de fãs, e mesmo com uma grande mudança de Gameplay, passando de um jogo simples de "se camuflar na multidão e assassinar alvos" para uma gameplay mais focada em RPG.

No entanto, o que os vazamentos de Jason afirmam é que o futuro de Assassin's será focado em uma plataforma online, onde os jogadores poderão jogar vários jogos e sempre terá atualizações. Hoje podemos ver algo semelhante no Fortnite. Basicamente o que ocorre no Fortnite são as atualizações de temporadas e estilos de gameplay diferenciados do mesmo jogo sendo eles: Battle Royale, Festa Royale, Modo Criativo e Salve o Mundo.

A ideia da Ubsoft, seria algo pegando Assassin's e criando uma grande plataforma com jogos também conhecido com “jogo como serviço", unindo os modos de gameplay, mais as histórias. Assim que os vazamentos vieram a público um porta-voz da desenvolvedora confirmou e assumiu que o novo Assassin's Creed vai se chamar Inifinity devido a nunca acabar e ser sempre atualizado.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 04/06/2021 - 14:13Atualizado em 03/09/2021 - 11:28

Diversos monstros do novo jogo têm uma incrível semelhança com os monstros do filme frankenstein 's army de 2013.

 

 

Isso inclui um semi-boss que possui hélices no local do rosto.

 


 

E além de tudo isso, cenas completas do filme foram reutilizadas no jogo. Um bom exemplo é um infectado que fica batendo na parede diversas vezes antes de atacar o personagem.

 

O usuário CloneKorp no twitter alegou que não apenas Sturm, mas diversos monstros de Frankenstein's Army foram usados para Resident Evil Village. Em uma das publicações, Raaphorst disse:

"Cara, isso é pior do que eu imaginava. Primeiro eu fiquei furioso, depois orgulhoso, mas agora eu vejo isso e fico triste."

Ao que tudo indica o autor da obra de Frankenstein's entrara com um processo por  direitos autorais. Em um de seus twitts ele mencionou estar entrando em contato com autoridades do meio para seguir com os meios legais.

 

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 21/05/2021 - 15:34Atualizado em 21/05/2021 - 15:37

 Hoje vamos ver algumas delas e dar dicas, seja para você criador ou para você que quer apenas tirar um momento para se entreter ou jogar junto com nós stremmers.

Vamos começar pela Twitch:

 

A Twitch tem 26 milhões de horas diárias assistidas, e seus usuários consomem em média cerca de três horas de conteúdo ao dia. Para se ter uma comparação, a Netflix tem em média 164 milhões de horas diárias assistidas com muito mais assinantes e um tempo de exibição por dia similar.

O público da Twitch é composto principalmente por homens sendo 65% do público, toda via cada vez mais mulheres estão aderindo à plataforma. Atualmente, elas já representam 35% do total sendo que em 2017 eram apenas 20%. Com relação a idade dos usuários, a faixa etária é relativamente jovem: A maioria tem entre 18 e 34 anos. Com nichos diversificados devido a grande quantidade de criadores de conteúdo diversificados.

Com a maior concentração de campeonatos de E-sports nacionais e internacionais. Transmitindo os finais de League Of Legends, Counter Strike: Global Offensive, Fortnite e outros famosos jogos podem ser acompanhadas na plataforma.

- Grand Theft Auto V, League of Legends, Fortnite e Minecraft

- Ninja

Entrou na plataforma em 2011, ele é pro-player de Fortnite e um dos principais influenciadores da plataforma, foi também o streamer que mais faturou no mundo em 2019. De acordo com relatório da Forbes divulgado na última quarta-feira (29), o influenciador e pro-player de Fortnite lucrou mais de US$ 17 milhões de dólares (aproximadamente R$ 72 milhões)

- Alankoza

Ele já era um youtuber de sucesso, e migrou para Twitch em 2017 e hoje é um dos stremmers mais famosos do Brasil. Conta com 7 milhões de inscritos no YouTube e 4,8 milhões na Twitch

Facebook

 

O Facebook investiu pesado em sua plataforma de stream, sendo que hoje em dia é a que melhor paga aos seus influenciadores, tendo contratado até mesmo a Anitta para stremmar em sua plataforma. E ganhou força também com mídias tradicionais passando sua programação de jogos, como a TNT Sports que transmitem jogos de UEFA por exemplo, ou o SBT que transmitem partidas da Libertadores na plataforma do Facebook.

- Free Fire, Grand Theft Auto V, PUBG e Euro Truck Simulator.

- gORDOx

Fez sua carreira sólida como apresentador e narrador, já narrou torneios como a Brasil Premier League e a BLAST Pro Series São Paulo de CS:GO, costumava fazer streams na Twitch. Já no Facebook Gaming, gORDOx faz lives de diversos jogos, como League of Legends, GTA 5, Resident Evil 2 e outros.

- Kami

Um ex-pro player de sucesso no cenário de League of Legends. Atua como midlaner, o jogador foi campeão de duas edições do CBLoL, além de ter feito parte da Line UP brasileira que obteve melhor resultado em competições internacionais, com duas vitórias no Mundial 2015.

Dica: Tenha um canal no Discord, para você criador é essencial para criar comunidade com stremmers e ter um contato maior com seu público, nós da Star temos um, e lá fazemos chamada em live com amigos, stremmers e para conversar e jogar com nosso público.

Siga nossas redes sociais, lá estão mais materiais semelhantes a esse que você vai gostar!

 

Dica:

É possível abrir um canal no Discord, para jogar com os pessoas. Assim gera-se engajamento.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 10/05/2021 - 14:56Atualizado em 10/05/2021 - 15:00

Jogos podem ser esportes competitivos? Essa foi uma pergunta feita por muito tempo. Mas hoje, os jogos competitivos não só podem como são uma modalidade de esporte competitivo os E-Sports.

A primeira competição esportiva de E-Sport que se tem notícia data de 19 de outubro de 1972 para estudantes da Universidade Stanford nos Estados Unidos com o jogo Spacewar. Concebido por um grupo de estudantes do Massachusetts Institute of Technology (MIT), nos Estados Unidos, e testado pela primeira vez a 30 de julho de 1961. Spacewar faz parte dos primeiros jogos eletrônicos de computador. Sobre a primeira competição, seu nome oficial foi “Olimpíadas Intergaláticas de Spacewar”, o prêmio foi um ano de assinatura da revista Rolling Stone.

Já a primeira competição de larga escala, com aproximadamente 10 mil participantes de várias partes dos Estados Unidos foi feita em 1980, com a Atari organizaria o Space Invaders Championship. Em 1981 é fundada a Twin Galaxies, organização criada com objetivo de catalogar recordes de jogos eletrônicos, durante a década de 1980 houve várias competições principalmente para incluir recordes no livro Guinness World Records, algumas dessas competições foram transmitidas pelos programas Starcade e That’s Incredible!.

A partir da década de 2000 o esporte eletrônico passou por um grande crescimento, de 10 torneios no ano 2000 para 160 no ano 2010. com o avanço da Internet, não houvesse mais limitação física ou geográfica para a realização de eventos, o que aproximou e aumentou exponencialmente tanto a quantidade de jogadores se devotando aos campeonatos quanto o público entusiasta.

Somente partir da década de 2010. O streaming foi responsável pelo crecimento rápido dos E-Sports, sendo a principal fonte a Twitch lançado em 2011, as principais competições mais assistidas sendo de LOL(League of Legends) e DOTA as competições mais assistidas.

Em 2013 a Twitch registrou 4,5 milhões de visualizações durante a competição de DOTA 2 The International. Sobre as premiações em 2016 League of Legends pagou um total de US$ 6,5 milhões. DOTA2 deu a maior premiação da história em 2017, com mais de US$ 24 milhões, sendo mais de US$ 10 milhões para uma única equipe.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 23/04/2021 - 15:58Atualizado em 23/04/2021 - 16:45

 

Para conhecer um game é só perguntar quais foram suas edições mais memoráveis. Por isso resolvemos  fazer um top 10 nostálgico. Confira:

  • Dino crisis

Lançado em 1999 para Playstation pela Capcom. Criado pelo mesmo diretor de Resident Evil, Shinji Mikami.

Dino crisis segue com os mesmos elementos do Horror de Resident Evil, contudo ao invés de zumbis, os dinossauros que tomaram destaque como inimigos.

Sobre o jogo seguia a mesma pegada dos primeiros Resident, a história se passa em uma instalação militar secreta com corredores estreitos e escuros, localizada em uma ilha e para progredir teria que resolver diversos puzzles.

  • Pac Man Word 3

Desenvolvido pela Namco Hometek e Blitz Games e publicado pela Namco para o PlayStation 2 lançado em 2005, é a terceira parcela da série Pac-Man World.

Sobre o plot do jogo um gênio do mal chamado Erwin, conseguiu uma forma de sugar a energia bruta do mundo dos Fantasmas. Devido a isso ocorre um colapso do Spectral Realm no mundo real (Pac-Land).

A gameplay se baseava diferente dos outros títulos da franquia Pac-man, trocando a câmera fixa e o labirinto por uma câmera de movimento e cenário 3D.

  • Crash Bandicoot

O primeiro Crash Bandicoot ou só Crash para os íntimos. Foi lançado em 1996 para PlayStation, criado por Andy Gavin e Jason Rubin, fundadores da Naughty Dog.

A história do jogo se passa nas fictícias Ilhas Wumpa, um arquipélago situado na costa noroeste da Austrália. As fases consistem em andar por um cenário linear e coletar as "frutas Wumpa" que parece uma mistura de maçã com pêssego e sem atingir as caixas de TNT.

Recentemente Crash ganhou um remake para os gráficos da geração. Assim revivendo o clássico que agrada tanto novos jogadores quanto os antigos.

  • Spyro

Foi criado pela Insomniac Games e lançado em 1998 para PlayStation 1. O primeiro jogo se ambienta em mundo dos Dragões é o lar de cinco raças de dragões cada qual vivendo em harmonia em cada um dos cinco reinos.

Spyro é um pequeno dragão do reino dos Artisans que tinha uma vida calma até a invasão do ogro Gnasty Gnorc que transforma os dragões em cristais, sendo assim o trabalho do protagonista os resgata.

E em 2018 foi anunciado o novo remake dos três primeiros jogos, assim como ocorreu com a franquia do crash.

  • Tony Hawk’s

O primeiro título Tony Hawk's Pro Skater foi lançado em 1999, desenvolvido pela Neversoft e publicado pela Activision.

O primeiro título tinha tudo que os fãs de skate. Permitindo usar uma variedade de skatistas famosos para completar missões executando manobras de skate e coletando objetos.

O jogo também oferece vários modos, modo carreira que o objetivo é evoluir os atributos de seus personagens concluindo missões, um modo livre que pode andar de skate sem nenhum objetivo e um modo multijogador.

  • Resident Evil 4

 

Lançado em 2005, pelo diretor Shinji Mikami, é um jogo de horror, tiro e survival em terceira pessoa, desenvolvido pela Capcom e que marcou a era do Playstation 2.

A experiência que ele passava era de desafio, até medo em alguns momentos, e com muitas cenas e falas marcantes, seja do comerciante, ou dos zumbis com suas transformações ou aparições, afinal quem não lembra da cena do sino da igreja, ou então das falas “peguem-o”, “um forasteiro” dos zumbis ou o “welcome” do comerciante.

  • Fórmula 1 2006 - 

 

Formula 1 2006 é um simulador de corrida que ainda não era produzido pela Codemasters, mas sim pela SCE Studio Liverpool, que foi lançado em 28 de julho de 2006 para PlayStation 2 e PlayStation Portable.

Hoje um jogo que desperta nostalgia, tanto por ser o ano que a Renault com o carro azul e amarelo foi campeão mundial com o Piloto Fernando Alonso, e também o ano que o Felipe Massa estreou na Ferrari. Era um jogo realmente imersivo, onde tinha testes, e começava nas equipes inferiores, que no ano eram Minardi ou então na Sauber.

  • Brazukas e Bomba Patch

Lembram desse menu? Brazukas e Bomba Patch são jogos que marcaram época, dificilmente um brasileiro da nossa geração não tenha jogado algum desses no Playstation 2. 

E como não lembrar das músicas, da narração do Galvão Bueno de recorte de jogos “olha a graça, olha a graça do menino...ele é esperto, ele é esperto!”, jogos muito abrasileirados, que em algumas versões a Argentina vinha até com o símbolo rasgado. E se não bastasse todos esses upgrades brasileiros, era possível até jogar com melancia, ou então montado em dinossauros. 

  • Colheita Feliz

 

Jogos de Orkut, bons tempos, Café Mania, Fazendinha Feliz, Colheita Feliz, mas vamos falar desse jogo que me fez economizar 10 reais de lanche pra comprar moedas.

É um jogo de simulador de fazenda, desenvolvido pela Elex e distribuído pela empresa Mentez. Nele você tem animais e uma horta preparada para cuidar, em um sistema onde você pode visitar a horta dos seus amigos do Orkut.

  • GTA San Andreas

 

Feito pela Rockstar,  responsável também pelo desenvolvimento de Red Dead Redemption I e II e Bully. O GTA San Andreas é vivido pelo personagem Carl Johnson, ou CJ, a história se passa em Los Santos, que pertence ao estado de San Andreas, também composta pelas cidades de San Fierro e Las Venturas.

Época de decorar códigos, dinheiro infinito e falando em voz alta “bolinha, bolinha, pra cima, pra baixo , r1, l2…”. Marca história pelo jogo,mas também pelos mods, seja abrasileirando o jogo, ou o que mais sua mente pode imaginar, tem realmente de tudo, de Goku a um ônibus escolar de BR.

SomBra (StarPlay)
Por SomBra (StarPlay) 16/04/2021 - 13:50Atualizado em 19/07/2021 - 13:41

 

 

Em meio ao universo gamer, temos a discussão, Console ou PC. Afinal qual os benefícios de cada uma das plataformas ?  Trataremos sobre ambas as questões dando alguns benefícios e explicando suas maiores vantagens de cada um para os gamers.

 

Começando com os benefícios dos consoles:

  • Um dos principais pontos para ter um console, seja da antiga ou da nova geração. Dependendo da configuração do setup, os consoles são muito mais baratos. Um PC de última geração sai por conta de mais de 8 mil reais no mínimo. Já um console de última geração, exemplo do novo PS5 que esta na media de 5 mil reais, metade do valor para um pc de ponta;
  • O segundo ponto que ajuda os consoles é a facilidade de utilizá-los na sala com a família. Neste ponto, deve se ter consideração pelas famílias maiores com mais de dois filhos. Em teoria seria mais fácil comprar um console que pode ser compartilhado do que um PC que muitas vezes ficaria em um dos quartos. Em maioria são mais compactos e fáceis de carregar;
  • A falta  de preocupação em ver a configuração para montar o sistema ou ver os requisitos dos jogos. Em maioria os funcionarão corretamente, já que são amplamente testados e feitos para o mesmo hardware;
  • Já vem configurado e com controle, bastando plugar o aparelho na TV e instalar o jogo para jogar;
  • Alguns dos melhores jogos são exclusivos e só podem ser jogados no console.

Já, os benefícios do PC são:

  • Seja na Steam, Epic Games, outra loja digital ou aé mesmo na própria internet. Os PCs têm uma enorme variedade de formas para achar jogos em promoção e até muitas vezes de graça. Muitas vezes até os valores dos lançamentos são menores do que adquirir na PSN ou no Marketplace. Para jogos que não são lançamentos então a diferença de preço é ainda maior;
  • Dependendo do jogo e configuração do PC, é possível melhorar os gráficos e obter efeitos surpreendentes que não são encontrados nos mesmos jogos para consoles;
  • Mas um dos maiores pontos dos PCs são a criação de Modificações(mods), um dos grandes exemplos disso é o Jogo Skyrim, até hoje o jogo se mantém atualizado pelas modificações;
  • Possui alguns títulos que não são encontrados nos consoles, isso é devido às pequenas desenvolvedoras ou pequenos projetos serem focados apenas no PC;
  • Tem a possibilidade de fazer upgrade de hardware para melhorar ainda mais o processamento e ir deixando os jogos mais rápidos ou jogáveis;
  • A liberdade de poder utilizar o sistema operacional e qualquer outro aplicativo. seja na internet, redes sociais, trabalhar, etc;
  • Dependendo do sistema tem a possibilidade de utilizar emuladores para rodar jogos antigos e de outras plataformas;
  • Tem liberdade para utilizar o dispositivo periféricos incluindo controles de Playstation, Wii e Xbox.
« »